Inicio » Esporte » Campeonato Mineiro » Campeonato Mineiro 2016- América sofre gol no final, vence por 2 a 1

Campeonato Mineiro 2016- América sofre gol no final, vence por 2 a 1


Reviewed by:
Rating:
5
On 1 de maio de 2016
Last modified:2 de maio de 2016

Summary:

Campeonato Mineiro 2016- América sofre gol no final, vence por 2 a 1

América/MG foi melhor, abriu 2 a 0, mas viu o Atlético diminuir o placar com Lucas Pratto.

Campeonato Mineiro 2016- América sofre gol no final, vence por 2 a 1
Campeonato Mineiro 2016- América sofre gol no final, vence por 2 a 1

Foco, muita disposição e vontade extra para largar na frente na final do Campeonato Mineiro. O América viu a sua frente um Atlético pouco insinuante e aproveitou a deixa para construir uma importante vitória no primeiro duelo da decisão estadual. No Independência, com o Coelho como mandante, os comandados de Givanildo venceram por 2 a 1 e, assim como na semifinal diante do Cruzeiro, inverteu a vantagem do rival.

O Atlético, porém, reanimou a sua torcida com um gol de Lucas Pratto já nos acréscimos. E ainda poderia ter saído do Horto com um empate, já que Robinho errou um pênalti aos 44 minutos da etapa final.

O show a parte ficou com Danilo, que saiu do banco ainda no primeiro tempo para aproveitar a marcação mais frouxa do lado direito do Atlético e marcar os dois gols do duelo. Festa óbvia da torcida americana, que poderia ter comparecido em maior número para prestigiar seus jogadores.

Antes do confronto final no próximo domingo, no Mineirão, o Galo irá receber o Racing-ARG, na quarta-feira, para o segundo duelo das oitavas de final da Copa Libertadores – primeiro jogo terminou sem gols na Argentina. Já o América continuará focado na decisão do Mineiro.

O jogo. Os primeiros minutos de jogo tiveram um Galo mais atuante, buscando as ações da partida, mas sem muito sucesso, com pouca eficiência principalmente nos cruzamentos. O América parecia estudar o jogo, e não demorou para perceber que bastava mostrar-se ativo na partida para fazer inflar sua vontade e pressionar o rival alvinegro.

A saída de Tiago Luis logo aos 17 minutos de partida parecia que deixaria o Coelho sem armação no meio campo, com menor ofensividade.

Ledo engano. Danilo entrou e começou a importunar o lado direito atleticano, com Marcos Rocha se perdendo sem a ajuda de Hyuri na marcação. O resultado desse conjunto de fatores foram os dois americanos aproveitando a brecha defensiva sinalizada ainda no primeiro tempo.

Aos 33 minutos de jogo, o camisa 14 abriu o placar e ampliou a contagem no início da etapa final, mais uma vez tendo a seu lado a falha na marcação.

O técnico atleticano Diego Aguirre resolveu agir e acionar Juan Cazares para fortalecer a construção de jogadas pelo meio. O equatoriano pouco correspondeu diante da forte marcação alviverde da dupla Leandro Guerreiro e Claudinei.

Robinho, porém, mostrava-se mais ativo também pelo centro e foi a vez de Givanildo entrar em ação. Sacou o atacante Rafael Bastos para a entrada do volante Ernandes. Satisfeito com o resultado, o América fechou-se na defesa e focou mais no contra-ataque – dando brecha para o Galo conseguir um pênalti, cobrado por Robinho e defendido por João Ricardo.

O Atlético ainda teve tempo de ganhar um fôlego extra na final com o gol do lutador Lucas Pratto já nos acréscimos final de partida.

Com o resultado, o América deixou claro que poderá ter um ano de alegrias na elite brasileira com um trabalho consistente moldado a vontade e bom futebol. Já o Atlético vai ao decisivo jogo contra o Racing ciente que seu estilo continua vigente, mesmo que para isso precise de um empurrão extra de sua torcida.

Do Super FC

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).



EV SSL Certificate