NordVPN - A melhor oferta de VPN

Vaga no Bolso

Inicio » Esporte » Copa do Mundo da Rússia » Defesa do Brasil se impôs ante a “gigantes sérvios” e arranca elogios

Defesa do Brasil se impôs ante a “gigantes sérvios” e arranca elogios

Defesa do Brasil se impôs ante a “gigantes sérvios” e arranca elogios

A defesa do Brasil passou ilesa a mais um compromisso na Copa do Mundo. Mesmo quando muitos consideravam um difícil desafio frente aos gigantes sérvios, equipe de maior estatura da competição, o Brasil superou os europeus por 2 a 0, com direito a gol de cabeça marcado por Thiago Silva na etapa final. Foi o segundo jogo seguido sem sofrer um tento sequer. 

Thiago Silva e Miranda tiveram destaques na partida de quarta-feira e ficam em alta para as oitavas
Thiago Silva e Miranda tiveram destaques na partida de quarta-feira e ficam em alta para as oitavas

 

“Fico feliz por ele (Thiago Silva). É um cara que trabalha bastante ehoje demonstrou que não só defendemos bem. Apesar da nossa estatura, a gente também é forte ofensivamente”, declarou Miranda, o capitão da rodada.

Autor do gol que sacramentou o resultado, Thiago Silva voltou a afirmar que o Brasil soube sofrer, mas destacou as virtudes da seleção, que ataca sem abrir mão da importância de se defender com qualidade.

“Não sofremos muito porque nossa equipe é muito equilibrada, quando ataca a gente procura já se defender para impedir o contra-ataque adversário. Hoje sofremos no início do segundo tempo também em função da equipe adversária precisar do resultado para a classificação. Então sofremos, soubemos sofrer, o que o homem pede é que nesses momentos grudemos no pescoço do adversário, não permita que eles façam gols. Hoje fomos felizes e depois com o 2 a 0 ficou mais complicado pra eles”, afirmou o camisa 2 da seleção.

A defesa brasileira teve mais um desfalque. Logo aos 10 min, Marcelo deixou o time com um espasmo na coluna. Apesar disso, Filipe Luís entrou em campo e teve uma partida segura. Para o goleiro Alisson, o Brasil apresentou como virtude neutralizar o jogo aéreo dos sérvios. Uma vitória que também passa pela concentração.

“Fizemos uma grande partida, tanto ofensivamente quanto defensivamente, consistentes lá atrás, demos poucas chances aos adversários, conseguimos neutralizar a bola aérea, que era uma grande arma da equipe da Sérvia. Jogamos bem, conseguimos a vitória que era o que importava”, encerrou o camisa 1.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não ás pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *