Últimas Notícias

Dicas para fazer um bom planejamento financeiro

Dicas para fazer um bom planejamento financeiro

Controlar o dinheiro para realizar seus sonhos e como investir em planejamento é essencial para quem deseja garantir um futuro financeiro seguro e estável.

Dicas para fazer um bom planejamento financeiro
Dicas para fazer um bom planejamento financeiro

 

Grandes especialistas e influenciadores dizem que precisamos fazer um bom controle financeiro para termos uma vida melhor em todos os sentidos, mas porque é tão difícil?

Si você planeja suas finanças é possível gerenciar melhor o controle de seus gastos, não contrair dívidas ou sair das mesmas.  Fazer um planejamento financeiro não é um bicho de sete cabeças.

Veja algumas dicas que vão ajudá-lo a fazer o planejamento financeiro ideal, o importante é começar.:

Anote todos os gastos

Em muitos casos, o planejamento financeiro familiar fracassa pelo desconhecimento da verdadeira situação do orçamento. Sem uma visão real das finanças, é comum traçar metas inatingíveis e ignorar o impacto de determinados gastos. Por isso, antes mesmo de estabelecer metas de economia, é importante catalogar todas as despesas da família.

Procure uma ferramenta com a qual você se sinta à vontade. É possível começar usando um simples caderninho de anotações e adotar ferramentas com mais recursos quando o controle ocorrer com mais naturalidade. Priorize a praticidade, evitando o risco de desanimar e deixar de lado o planejamento.

Trace suas metas

Procure traçar metas de gastos para cada categoria de despesa. Leve em conta que apertos excessivos podem desestimular a qualquer um. Apertar muito, pode levar a desistir de continuar. O financiamento de veículos pode ser uma das suas metas.

Compare os preços de produtos

Um hábito simples e que ajuda o planejamento financeiro é comparar preços antes de comprar um produto ou usar um serviço. Com a ajuda da Internet, pesquise em vários estabelecimentos os valores disponíveis por determinado item ou atividade, veja se cabe no seu orçamento e busque o melhor preço possível.

Pague à vista sempre que possível

Quando é oferecida a possibilidade de desconto, pagar à vista é uma vantagem. Você adquire o produto por um preço mais barato e não cai na armadilha de dividir um item em várias vezes e, no futuro, não ter como pagar.

Use a regra do 15-35-50

Depois de analisar quais são seus gastos e receitas, use a regra dos 15-35-50 para organizar suas despesas. De acordo com este modelo, 50% da sua renda devem ser destinados para gastos essenciais, que são aqueles necessários para se manter no dia a dia, como alimentação, saúde, transporte etc.

Outros 15% da renda vão para as prioridades financeiras: quitação de dívidas ou poupança para o futuro. Os 35% restantes devem ser utilizados em todos os outros gastos relacionados à diversão e lazer, como academia, restaurantes, compras etc.

Procure renegociar as dívidas

Um item importante para que o planejamento financeiro e ter muito mais fôlego é a renegociação das dívidas. Os valores destinados às parcelas apertam o orçamento, e é preciso encarar a realidade para reverter a situação. Procure apurar o valor de cada dívida de seu de seu empréstimo e reserve uma fatia do orçamento para colocar a casa em ordem.