SMART FIT - MONTES CLAROS

Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Colunistas » Núbia Istela » Coluna da Núbia Istela – Relacionamento Aberto

Coluna da Núbia Istela – Relacionamento Aberto

PROMOÇAO EXCLUSIVA POR TEMPO LIMITADO - CLIQUE AQUI, JÁ

Coluna da Núbia Istela – Relacionamento Aberto

Você já se perguntou se viveria um relacionamento aberto? Ou se dividiria seu amor com outra pessoa? Você sabe o que é um relacionamento aberto?

Depois de uma votação nos meus Stories, o tema escolhido para essa coluna nada mais é que RELACIONAMENTO ABERTO.

Então, bora lá…

Essa ideia passou a ser reconhecida por volta de 1970. É a relação em que os envolvidos concordam com um modelo “não convencional” de monogamia, ou seja, eu sou casada, ou namoro e tudo bem termos relações afetivas/sexuais com outras pessoas, sem ser considerado traição.

O psicólogo, Sérgio Holtz, explica que antes de tudo é necessário entender o significado de relacionamento e aberto, “existe uma tradição que deve ser entendida para ser respeitada. E um “relacionamento aberto” não precisa “magoar” nada nem ninguém” diz.

Para algumas pessoas o poliamor é uma filosofia de vida, como é caso da Gislaine, “eu sou poligâmica e prezo o amor livre”, contou.

Como tudo na vida, o RELACIONAMENTO ABERTO, também tem seus prós e contras, vou contar para vocês através dos olhares que quem vive de perto.

“Os prós são inúmeros, somos todos pessoas livres. Ninguém tem direito de posse sobre o parceiro. Então saber que você pode ficar despreocupado e viver a sua vida tranquilamente, sem aqueles medos corriqueiros (que existem na monogamia ou no relacionamento fechado). Como, por exemplo o medo constante de ser traído, o medo de ser observado, regrado, preso (existe gente que fica neurótica de fazer algo que desagrade o parceiro, então fica com a sensação constante de perseguição, tendo que se explicar a cada passo que dá). Todas essas coisas não existem com relacionamento aberto” sob a ótica da Gislaine.

“Eu diria como prós, que é uma relação que dá muita liberdade, e mesmo assim se constrói algo muito forte, você tem que ter muita confiança, tanto em você quanto na pessoa com quem está” através do olhar de Max.

É agora que falamos da parte não tão boa assim, mas que faz parte desse universo chamado vida.

“Em contrapartida, pessoas faltam com respeito. Normalmente eles acham que relacionamento aberto é um “oba-oba” sem fim, e que a gente vai sair ficando com qualquer um. Não é bem assim. Também existem pessoas que não sabem lidar com relacionamento aberto. Algumas que acham que isso é um passe livre pra deixar o parceiro sozinho e sair pegando geral em festas, sem dizer pra onde vai nem com quem, e esquecem que existe um relacionamento por trás disso. Pessoas tóxicas tendem a usar o relacionamento aberto como fachada pra ser escroto, conheço muitos que foram assim. Pra funcionar ambos os lados devem ser maduros e emocionalmente responsáveis”, revelou Gislaine.

A RESPONSABILIDADE também se faz presente em relacionamentos abertos. É fundamental que nenhum dos envolvidos saiam machucados. Em alguns casos, as regras se fazem necessárias, como explica Sérgio Holtz.  Uma das principais regras dos relacionamentos é a notificação do parceiro, com quem vai sair, para onde vai, etc. (Alguns preferem não saber).

No geral, NENHUM RELACIONAMENTO sobrevive sem diálogo, nessa filosofia, não tem como ser diferente, a conversa será a base fundamental. “Daí importante saber (os dois) o que espera “deste” relacionamento… o que é este relacionamento… são posse e propriedade? É parceria? É república ou ditadura? Se pretende que seja aberto, a conversa deve ser constante”, esclareceu o psicólogo.

Numa enquete que eu fiz nas minhas redes sociais, 95% das pessoas disseram que não teriam um relacionamento aberto. Agora eu quero saber de você. Teria um relacionamento aberto? Nos conte aqui nos comentários.

Seja qual for a sua forma de amar, lembre-se sempre, o respeito, a sinceridade é fundamental. Afinal cada um deve responder por suas escolhas.

Espero que tenham gostado dessa coluna, espero você numa próxima. Por enquanto converse comigo através das minhas redes sociais.

Instagram: @nubiaistela

YouTube: Núbia Istela

Facebook: Núbia Istela

Twitter: @nubiaistela

 

 

Núbia Istela
Núbia Istela

Publicidade



Aviso

  • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)
 

2 comentários

  1. Por que não deixa disponível a opção de selecionar texto para quem faz a leitura através do Kindle?

  2. Vale lembrar que Poliamor, Poligamia e Relacionamento Aberto, são configurações diferentes de relacionamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *