Últimas Notícias

Clínica de recuperação em Imperatriz do Maranhão e alguns dados importantes


Voltando a falar sobre você e de como chegou até o nosso site, é bem provável que você esteja sofrendo com a dependência química ou alcoólica.

Não significa que você seja uma pessoa dependente. Talvez um filho, irmão, esposa, marido, ou alguém próximo. Na verdade, em grande parte dos casos envolvendo dependência química ou alcoolismo, quem acaba sofrendo mais é a família ou pessoas próximas do dependente.

Tirando o fato de ver uma pessoa que amamos escravizada pelo vício, ainda existe o preconceito por grande parte das pessoas que não sabem de perto o que é enfrentar o alcoolismo ou dependência química.

Mesmo nos dias de hoje, as duas doenças são mal interpretadas por grande parte da população. Não apenas no Brasil, mas em praticamente todo o mundo.

É bem comum que as pessoas assimilem dependentes químicos à marginais, criminosos, “vagabundos”, entre outros adjetivos desagradáveis.

Mas não significa que todo dependente químico seja uma pessoa de má índole. O que acontece é que, principalmente no caso do abuso de drogas ilícitas (ilegais), as chamadas drogas mais “pesadas”, o usuário acaba por perder o discernimento do que é certo ou errado.

E muitas vezes acaba cometendo crimes, sendo agressivo, inclusive com sua própria família e as pessoas que mais ama.

Quanto tempo dura o tratamento na clínica de recuperação em Imperatriz?

Agora você já sabe que dependência química e alcoolismo são doenças sérias, mas que possuem um tratamento adequado, que não são problemas sem solução. Talvez uma dúvida que possa surgir é quanto tempo dura o tratamento na clínica de recuperação em Imperatriz.

Essa é uma dúvida bem comum para as famílias que estão procurando por ajuda profissional para lidarem com a dependência.

Apesar do tratamento ser pelo resto da vida do dependente, não significa que este precise ficar internado a vida toda. Ou sequer ficar internado por um tempo muito longo, por anos.

A internação pode variar de acordo com o nível de dependência, o estágio de toxicidade do organismo e o perfil psicológico do paciente.

Tudo isso é avaliado quando o paciente chega na clínica de reabilitação. Além disso, o seu progresso pessoal também irá dizer quanto tempo deverá ficar internado.

Mas falando em números, o mínimo que um paciente pode ficar internado seriam 15 dias. E o máximo, pode chegar até uns 6 meses, em média.

Reforçando que isso é apenas uma estimativa, tudo depende da situação do paciente, da sua evolução no tratamento da dependência química que é avaliada pela equipe de profissionais da clínica.

Clínica de Recuperação em Imperatriz – MA