Venda de tecnologia agrícola move R$ 11,2 bi durante feira

Realizada entre os dias 25 e 29 de abril na cidade de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, a 27ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação (Agrishow 2022) registrou recorde na realização de negócios nesta edição, tendo movimentado a cifra de R$ 11,2 bilhões em vendas de máquinas agrícolas, de irrigação e de armazenagem. Ao longo de cinco dias, a feira recebeu um total de 193 mil pessoas, em sua maioria, produtores rurais de pequenas, médias e grandes propriedades de todo o país e do exterior.

Houve ainda, durante o evento, o anúncio, feito pelo governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, do repasse de R$ 23 milhões a pequenos e médios produtores rurais, por meio do programa Pró-Trator – o programa oferece financiamento de tratores ao agricultor a juros zero com prazo para pagamento de até cinco anos.

Além disso, bancos e cooperativas de crédito presentes na Agrishow disponibilizaram a produtores rurais que estiveram presentes na feira quase R$ 12 bilhões em recursos, para viabilizar a aquisição de máquinas, implementos, insumos, equipamentos, entre outros. 

“Encerramos uma feira histórica saudando novamente a volta dos eventos presenciais, o olho no olho”, disse Francisco Matturro, Secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e presidente da Agrishow. “A Agrishow trouxe toda a tecnologia do agro enfatizando a confiança de todos para que o Brasil siga crescendo em produtividade, sustentabilidade e como principal fornecedor de alimentos e produtos para o mundo”.

Para Bruno Pena, Engenheiro de Aplicação da Advantech Brasil, empresa que fornece produtos e soluções no campo da tecnologia embarcada e automação, “eventos como o Agrishow possibilitam a divulgação de soluções tecnológicas de IoT [“Internet of Things”, ou “Internet das Coisas”, em tradução livre] para um público específico e capacitado dentro do setor do Agronegócio”. Ele cita, como exemplo, soluções tais quais módulos para aquisição de dados de sensores do solo, gateway para transmissão de dados, computadores robustos com um alto poder de processamento com certificações específicas e parceria com integradores de sistemas.

Conceituada como “smart farming” (“agricultura inteligente”, em tradução livre), o uso de IoT no agronegócio é visto por Cristiane Moreira, Key Account na Advantech Brasil, como algo que só tende a crescer nos próximos anos. 

“Com o grande aumento da população e alterações climáticas, será fundamental que a agricultura utilize tecnologias de precisão ou ‘smart farming’, onde teremos um aumento na produção, mais qualidade nos produtos e de forma sustentável, porque haverá economia de recursos como a água e fertilizantes”, diz ela. Em sua análise, “as tendências do momento são as tecnologias de coleta e transmissão de dados obtidos do solo e da plantação através de sensores, para melhores tomadas de decisões”.

Para saber mais, basta acessar: https://www.advantech.com.br/