Últimas Notícias

Pesquisa indica que 20% dos jovens nunca foram ao oftalmologista

Segundo o Ibope Inteligência, pelo portal do Estado de Minas, 10% dos 2,7 mil internautas pesquisados admitiram nunca terem ido ao oftalmologista, e 25%, que raramente se consultam, apenas quando passam por algum desconforto. Dentre os participantes de 18 e 24 anos, um em cada cinco (21%) afirma nunca ter ido ao oftalmologista.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, 80% das ocorrências de cegueira poderiam ser evitadas caso houvesse acompanhamento clínico frequente, diagnóstico precoce e a realização de um tratamento correto. A pesquisa do Ibope Inteligência revela a falta de cuidado das pessoas com a saúde ocular. Ressalta-se, ainda, que 2,2 bilhões de pessoas em todo o mundo passam por questões relacionadas à visão; desse número, 1 bilhão de ocorrências poderiam ser evitadas ou corrigidas, conforme o Relatório Mundial sobre a Visão.

Parasita presente em carne crua pode causar o aumento de doenças oculares

Ainda em relação à saúde ocular e ao cuidado com os olhos, o que inclui a busca por óculos de grau – segundo pesquisadores da Flinders University, pelo portal Olhar Digital, o parasita Toxoplasma gondii, encontrado na carne crua, pode ser o responsável por causar o avanço nos casos de doenças oculares. O estudo indica que o aumento nos casos da doença tem conexão com o consumo de carne crua ou mal-cozida do gado infectado. Além disso, esse parasita também pode ser encontrado em gatos.

“Estudos em todo o mundo mostram que 30% a 50% da população global está infectada com toxoplasma, mas, apesar de sabermos disso, o que não sabíamos era o quão comum era a doença ocular relacionada”, diz a autora do estudo. “Embora não haja cura ou vacina, os sintomas da toxoplasmose variam dependendo da idade, saúde e genética do indivíduo infectado”, completa. Os principais sintomas são dores de cabeça e muscular e febre, que podem durar semanas. Ainda segundo a autora do estudo, a retina, que possibilita a visão, pode ser mais vulnerável para tal infecção. “Muitas pessoas são assintomáticas, mas a doença mais comum que vemos na clínica é a inflamação da retina e cicatrizes conhecidas como toxoplasmose ocular”.

O estudo apresentou a análise da retina de mais de 5 mil pessoas, e que uma em cada 149 pessoas da Austrália são acometidas pela doença. “Considerando a população substancial de gatos selvagens da Austrália que são conhecidos por estarem infectados, juntamente com altos níveis de agricultura e dietas ricas em carne, é imperativo que entendamos a prevalência da doença em todo o país”, salienta a autora. “Precisamos que as pessoas estejam cientes de que essa doença existe, para que possam tomar decisões informadas sobre como preparar e comer sua carne”, complementa. “O parasita pode ser morto facilmente cozinhando a carne a uma temperatura interna de 66 graus Celsius ou congelando-a antes de cozinhar.”