Últimas Notícias

Setor de festas cresce 26% e deve faturar mais de R$ 21 bi em 2024

O setor de lojas especializadas em festas, candies e confeitaria no Brasil registrou um crescimento de 26% no faturamento entre 2021 e março de 2024. Os dados exclusivos foram revelados pela Associação Brasileira do Comércio de Artigos para Festas e Correlatos (ASBRAFE) durante encontro com associados, realizado em São Paulo. 

O levantamento, que está na segunda edição realizada pela entidade, aponta para um mercado em expansão, impulsionado por fatores como o aumento de gastos com folha de pagamento e encargos sociais, a maior valorização das comemorações e a busca por novas tendências de consumo.

“Os resultados da pesquisa são animadores e demonstram a força do setor de festas, candies e confeitaria no Brasil”, afirma André Zolla, Presidente Executivo da ASBRAFE. “O crescimento do setor nos últimos anos é resultado do trabalho conjunto das empresas, que investem cada vez mais em inovação e qualidade”, complementa. 

Pesquisa e metodologia

A ASBRAFE realizou a primeira pesquisa para dimensionar o setor de festas, candies e confeitaria entre 2019 e 2020. A partir desse panorama, foi possível entender o tamanho e o impacto econômico deste nicho no Brasil. Além disso, identificou-se as oportunidades e desafios diante do cenário econômico proposto para 2020.

O novo levantamento, divulgado neste final de semana, sofreu uma série de limitações, tanto de ausência de dados quanto dos impactos da pandemia, “que limitou pesquisas, especialmente por parte do IBGE, gerando atrasos significativos nos cronogramas de divulgação dessas informações”, explica Zolla. 

Dessa forma, como não há disponibilidade de dados de faturamento para o setor, as estimativas precisaram ser feitas com base em indicadores: estatísticas de gastos com folha de pagamento e encargos sociais; através da massa de salários, que representa uma parte importante do valor adicionado, estima-se o valor do faturamento do setor; atualização das defasagens temporais dos dados para um valor aproximado de 2023. 

De 2021 a 2024

Os dados do setor em 2021 apontam que o faturamento total das lojas especializadas foi de R$ 17,1 bilhões. Segundo a pesquisa, o total gasto com remuneração foi de R$ 1,4 bi, já com encargos sociais, o gasto foi de R$ 2,1 bi, enquanto os custos gerais ultrapassaram a marca de R$ 6,5 bilhões. 

A receita nominal do setor em 2021 encontrava-se 12 pontos percentuais (pp) abaixo dessa média, ao passo que o ganho do setor em março/2024 encontrou-se 11,1 pp acima dessa média. Assim, a expansão do setor no período de 2021 até março/2024 foi de 26,3%. A estimativa de faturamento total das lojas especializadas em 2024 é de R$ 21,6 bilhões. 

Base de dados utilizada:

  • Mais de 5400 empresas com 23 CNAEs diferentes, sendo que 70% das empresas se concentram em 4 deles;
  • Principal CNAE: “Comércio Varejista de Produtos Diversos” (21,4%);
  • Localização: Maior parte das empresas encontram-se na Região Sudeste (41%);
  • Perfil empresas: Média de empregados por empresas 11 funcionários, sendo que 71% delas são Micro Empresas;

Desafios e perspectivas para o futuro

Apesar das oportunidades, o setor também enfrenta alguns desafios, como a concorrência com o comércio eletrônico e a inflação de alimentos, que tira o poder de compra das famílias. “2024 prometia ser um ano de recuperação da renda, mas ainda há muitas incertezas”, destaca Zolla. 

“O setor de festas, candies e confeitaria tem um grande potencial de crescimento e as empresas que investirem em inovação, além de se adaptar às novas tendências de consumo, se destacar no mercado digital e oferecer produtos e serviços de qualidade terão sucesso”, finaliza.