Vaga no Bolso

Inicio » Colunistas » Hesiodo José » Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Ex-esposa de Luciano toma todas e diz que o cantor morde a fronha, no linguajar das ruas, libera a rosca ou agasalha pinto na garagem. Chamando o cantor de Lucigay a mulher afirmou que a historia apenas começou a ser contada. “Vocês vão saber tin-tin por tin-tin a farsa dos filhos de Francisco! A verdadeira identidade do Batman, coisas sobre as garras de Wolverine!  Quem é Peter Parker e quem foi Chunda!” Antes de terminar a entrevista a mulher ainda extremamente nervosa acrescentou, “Tem mais, os filhos de Gandhi  também vão ser desmascarados! Esperem só, quem viver verá!”

O Casamento de Catarina e Milto Curió

Quem é rico mora na praia, mas quem trabalha nem tem onde morar, dizia a canção. Por isso esta Coluna conceituada e amada por todos  aqueles que macarrão e seguida nas redes sociais pelos serviços secretos do Afeganistão. Quebra o paradigma dos jornais que anunciam casamentos Nobres e conta como foi o enlace matrimonial de Catarina Todinho e Milto Curió. Foi uma Cerimônia simples, casaram no atacado junto a mais de cinqüenta casais, tanto que chegaram as 09:00h da manhã na igreja e saíram ás 20:00h, cansados e já com os suvacos precisando de nova esguichada de Três Brut de Marchand, foram para a casa de dona Fininha, lá as duas famílias,  juntas com os filhos já os esperava  com a lona preta puxada no quintal. Dois  ambientes complexos davam o tom do festejo, em um deles, uma grande mesa com pinga, batida, refrigerante, Pé de frango, tripa frita, ovo cozido, arroz com torresmo e pequi, feijão com retalhos e joelho de boi. Macarrão, abobora com quiabo e angu. As latas de Glacial chegaram depois dos noivos e enfeitaram aquele banquete. No segundo, estava a caixa amplificada com o Pen-drive tocando década explosiva para a dança dos recém casados, após eles bailarem arrastando copos descartáveis que os convidados jogavam no chão, foi a vez da dança geral, todo mundo suando e cantando;

“157 de cliente a piriquita dela é de toda gente
ela tem um carro mais não tem gasolina
pra pegar carona dá o cu na esquina”

Riso da Hora

 

Fica assim, amanhã tem mais…

 

Hesiodo José

 

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *