Inicio » Esporte » Brasileirão 2017 » Brasileirão 2014 – Cruzeirenses lamentam derrota para o Corinthians

Brasileirão 2014 – Cruzeirenses lamentam derrota para o Corinthians

A derrota para o Corinthians por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, deixou os jogadores do Cruzeiro chateados na saída de campo. Os atletas tentaram esclarecer a queda dentro de seus domínios – a segunda no estádio em 2014 pelo Campeonato Brasileiro.

Marquinhos tenta passar pela marcação corintiana
Marquinhos tenta passar pela marcação corintiana

O zagueiro Léo destacou o jogo do Corinthians em atuar apenas por uma bola. O time comandado por Mano Menezes entrou com uma postura defensiva e, apenas no segundo tempo, se soltou mais, quando conseguiu o tento para a vitória.

“Elas amarraram o jogo inteiro, seguraram, travaram a partida e jogaram por uma bola apenas. Uma bola era tudo que queriam”, observou.

O lateral esquerdo Egídio disse que o Cruzeiro caiu no jogo que o Corinthians queria. “O que eles precisavam era isso, faz parte, uma bola só. Vamos seguir com o trabalho”, destacou.

O atacante Marquinhos acredita que a partida foi decidida em um detalhe apenas. “Eles souberam marcar bem, jogaram, marcaram e aproveitaram o nosso erro. Qualquer detalhe a gente pode sofrer o gol como foi hoje”, finalizou.

O Cruzeiro volta aos treinamentos nesta quinta-feira, na Toca da Raposa II, em Belo Horizonte, e já inicia os trabalhos para o jogo contra o Flamengo, no domingo, às 16h (de Brasília).

 


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaços abaixo são destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail valido).