Últimas Notícias

Montes Claros – Câmara Municipal de Montes Claros aprova por unanimidade projeto de lei que autoriza ao Executivo tomar 10 milhões de empréstimos da CEF

Montes Claros – Câmara Municipal de Montes Claros aprova por unanimidade projeto de lei que autoriza ao Executivo tomar 10 milhões de empréstimos da CEF 

Montes Claros - Câmara Municipal de Montes Claros aprova por unanimidade projeto de lei que autoriza ao Executivo tomar 10 milhões de empréstimos da CEF
Montes Claros – Câmara Municipal de Montes Claros aprova por unanimidade projeto de lei que autoriza ao Executivo tomar 10 milhões de empréstimos da CEF

Foi aprovado agora a pouco na Câmara Municipal de Montes Claros, por unanimidade, o projeto de Lei  autorizando o Executivo tomar junto à Caixa Econômica Federal (CEF) recursos da ordem de 10 milhões de reais para a pavimentação de ruas nos bairros periféricos da cidade.

O projeto faz parte do Programa de Aceleração Continuada (PAC)-2, da terceira etapa, do Ministério das Cidades. No total, segundo o projeto, serão asfaltados 168 mil metros quadrados. Entre os bairros beneficiados estão Village do Lago II, Universitário, Santo Inácio, Santa Rafael, entre outros.

A discussão do projeto foi bastante acirrada nesta manhã de terça-feira no plenário. O vereador Valcir, do PTB, pediu inversão da ordem dos projetos para votação. O ex-presidente da Camara Municipal, vereador Antônio Silveira, PTN, disse que o projeto de autoria dele que acaba com a votação secreta seria muito mais importante, pois daria transparência ao Legislativo.

Já Valcir, entendeu que a população precisa de obras, principalmente de pavimentação para acabar com a poeira na época de sol e a lama, na chuva, afirmou ainda que de acordo com a prefeitura municipal de Montes Claros pode contrair dívida de empréstimo até 620 milhões de reais junto à Caixa.

“Muitos bairros de Montes Claros já foram beneficiados por esta administração com asfaltos e muito mais serão nos próximos dias, principalmente com a liberação desses recursos”, comenta o edil, frisando que “a cidade está em franco crescimento”.

EMPRÉSTIMO DE 10 MILHÕES DE REAIS

Foi aprovado nesta manhã, por unanimidade, o projeto de lei autorizando o Executivo Montes-Clarense, tomar empréstimo da ordem de 10 milhões de reais para pavimentação de várias ruas dos bairros de Montes Claros.

A votação foi bastante polêmica e houve discussão entre os vereadores que apoiam o executivo e os que compõem a oposição.

No final, todos decidiram votar favorável à ele.

DIU ANDRADE VERSUS DR. SILVEIRA

 O vereador Diu Andrade criticou severamente o  ex-presidente da Câmara Municipal de Montes Claros, vereador Dr. Antônio Silveira (PTN) sob alegação de que ele segurou o projeto da liberação de recursos para a pavimentação de ruas de bairros periféricos da cidade. Antônio Silveira se defendeu dizendo que, na época, os vereadores que apoiam a atual administração que tiraram ele de pauta da votação.

TRANSPORTE PARA OS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS

 O vereador Diu Andrade diz que o atraso na votação, por parte da Câmara Municipal, da proposta para a liberação de espécies para os servidores públicos municipais, pegar o seu transporte para o serviço está prejudicando muito a categoria. Segundo ele, mais de 4 mil funcionários estão sendo prejudicados, principalmente os contratados.

ANDRÉ RICARDO CRITICA A EDUCAÇÃO

O vereador André Ricardo durante o seu discurso na tribuna da Câmara Municipal de Montes Claros diz que o prefeito Ruy Muniz mandou projeto de lei solicitação a liberação de empréstimo de 10 milhões de reais para pavimentação, enquanto na educação ele tem investido apenas 2 milhões. Ele considera um desrespeito a atitude do chefe do Executivo, que, no seu ponto de vista, tem dado pouca importância para a educação do município.

Denunciou ainda que a maioria dos prédios escolares de Montes Claros, principalmente na zona rural, está com a infra – estrutura danificada.

Por outro lado, o vereador Valcir, garante que o prefeito Ruy Muniz investiu mais de 35 por cento da arrecadação com a educação do município. Alegando que há muita  perseguição política. Para ele, o chefe do Executivo tem feito uma administração séria e honesta. “A nossa educação é exemplo para o país”, garante.

Por Giovanni Ribeiro