SMART FIT - MONTES CLAROS

Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Mais Seções » Entretenimento » Ministério da Cultura pode criar “Netflix Brasileiro”; entenda

Ministério da Cultura pode criar “Netflix Brasileiro”; entenda

Nos próximos dias, o Ministério da Cultura pode discutir um projeto que já está em pauta internamente: o lançamento de um serviço on demand para exibição de filmes brasileiros.

Ministério da Cultura pode criar "Netflix Brasileiro"; entenda
Ministério da Cultura pode criar “Netflix Brasileiro”; entenda

.

.

Segundo a revista Veja, o projeto está sendo chamado de “Netflix Brasileiro“, e pode lançar em cardápio on demand e de graça vários títulos do cinema nacional. Ainda será definido se esta iniciativa será feita em parceria pública-privada ou se o Ministério geraria a plataforma sozinha.

O fato é que o serviço só teria filmes nacionais e não seria cobrada qualquer taxa para o acesso. Se aprovado, a nova plataforma deverá ser lançada no ano de 2016, com uma grande divulgação por parte do Governo Federal.

Em tempo

As operadoras de TV por assinatura querem que o Ministério de Cultura regulamente a Netflix. Executivos da Oi e da Vivo, no recente congresso da Associação Brasileira de TV por Assinatura, defenderam que o serviço pague impostos e tenha regras como as operadoras também possuem.

O Ministério da Cultura não comentou o fato. Já a Netflix respondeu as operadoras, dizendo que está com os seus impostos em dia no Brasil.

.

.

Aviso

  • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *