Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Brasileirão 2016 – Atlético leva gol no fim e é derrotado pelo Botafogo

Brasileirão 2016 – Atlético leva gol no fim e é derrotado pelo Botafogo

Um gol irregular marcado logo aos 4 min do primeiro atrapalhou bastante os planos do técnico Marcelo Oliveira no duelo de ontem contra o Botafogo, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Depois de reclamar bastante o lance com o árbitro, os jogadores do Galo se mostraram visivelmente irritados em campo, pouco criaram e acabaram levando mais dois.

Brasileirão 2016 - Atlético leva gol no fim e é derrotado pelo Botafogo
Brasileirão 2016 – Atlético leva gol no fim e é derrotado pelo Botafogo

 

Como time que quer ser campeão tem que lutar também contra as adversidades, o alvinegro mineiro quase arrancou um empate importante no Rio de Janeiro, mas levou um gol no apagar nas luzes, perdendo por 3 a 2. O time continua com 56 pontos, mas está a oito do líder Palmeiras. Bruno Silva, Rodrigo Pimpão e Dudu Cearense marcaram para o Bota. Fred e Léo Silva descontaram.

Pelo Brasileiro, o Galo só volta a campo no próximo domingo, quando recebe o Figueirense, no Independência. Quarta-feira, o time do técnico Marcelo Oliveira enfrenta o Juventude, em Caxias do Sul, pelo duelo de volta das quartas de finais da Copa do Brasil. Com a vitória de 1 a 0 em Belo Horizonte, o time mineiro avança com um empate.

Antes de a bola rolar ontem, o técnico Marcelo Oliveira foi homenageado pela diretoria do clube carioca, onde jogou de 1979 a 1983. Terminava ali a gentileza entre os adversários.
Logo aos 4 min, Bruno Silva ajeitou claramente a bola com as mãos dentro da área e mandou para o fundo das redes de Victor. Os jogadores do time mineiro cercaram o árbitro e o bandeira, mas não tiveram a mesma sorte que o Flamengo deu contra o Fluminense no meio de semana e o gol foi validado.

Visivelmente irritados, os jogadores do Atlético foram facilmente envolvidos pelo Botafogo em alguns momentos. Otero era um dos poucos lúcidos em campo. Com 26 minutos, Fred e Rafael Carioca já estavam amarelados, preocupando Marcelo Oliveira à beira do campo. O segundo gol foi questão de tempo. Aos 34 min, Rodrigo Pimpão recebeu na direita e chutou para o fundo das redes de Victor.

Reação
Ainda bem o futebol é feito de dois tempos. Nos 45 finais foi tudo diferente. Pratto e Donizete substituíram Cleyton e Carioca, dando outra dinâmica ao time e à partida. Logo aos 5 min Fred diminuiu, depois de passe preciso do colega Robinho. O centroavante se isolou na artilharia, com 12 gols marcados.

Mesmo com todo trabalho lá atrás, o zagueiro Leonardo Silva tentava ajudar os companheiros no ataque. Bem ao estilo Libertadores de 2013, uma das investidas surtiu efeito aos 24 da etapa final. Para tentar a virada, Marcelo Oliveira ainda colocou Cazares em campo, mas o time não conseguiu o terceiro.