Últimas Notícias

Morre aos 53 anos o cantor britânico George Michael

Morre aos 53 anos o cantor britânico George Michael

Morreu neste domingo (25/12/2016) o cantor e compositor inglês George Michael, aos 53 anos. A notícia foi confirmada por meio de uma nota publicada por seu representante. Segundo o texto, Michael “morreu em casa, em paz”.

Morre aos 53 anos o cantor britânico George Michael
Morre aos 53 anos o cantor britânico George Michael

“É com enorme tristeza que confirmamos que nosso amado filho, irmão e amigo George morreu em paz em sua casa durante o Natal. A família pede que sua privacidade seja respeitada neste momento de dificuldade e de emoções. Não faremos outros comentários no momento”, declarou o agente do cantor em uma nota.

O astro, cuja carreira foi lançada como integrante do duo Wham! na década de 1980 e continuou como artista solo, vendeu mais de 100 milhões de álbuns, ao longo de quase quatro décadas. Michael nasceu Georgios Kyriacos Panayiotou no dia 25 de junho de 1963, no norte de Londres.

Segundo a polícia londrina, uma ambulância atendeu uma residência na região de Oxfordshire, na tarde deste domingo. Para o site da “BBC”, as autoridades informaram que não encontraram qualquer “circunstância suspeita” na casa do músico.

História

George Michael começou seu envolvimento com a música como DJ tocando em clubes e escolas. Em 1981, ele criou o Wham! com o seu colega de escola Andrew Ridgeley, parceria que seguiu até 1986. Nesses cinco anos, o duo emplacou sucessos nas paradas como “Wake Me Up Before You Go-Go”, “Careless Whisper” e “Everything She Wants”.

Em 1987, George Michael se lançou como artista solo. Em quase 30 anos de carreira, gravou sete discos, vendeu mais de 100 milhões de cópias e foi indicado a oito prêmios Grammy, vencendo em duas oportunidades – pelo dueto “I Knew You Were Waiting (For Me)” (1987), com Aretha Franklin, e álbum do ano por “Faith”, em 1989.

Atualmente, Michael estava trabalhando em um novo disco com o produtor e compositor Naughty Boy.

O cantor também  estampou várias capas de revistas por escândalos com drogas. O músico foi condenado a oito semanas de prisão em setembro de 2010 após ter protagonizado um incidente em julho do mesmo ano ao chocar seu veículo contra uma loja de Londres.

Antes, já havia sido proibido de dirigir por cinco anos após ter conduzido um veículo sob efeito de drogas, e por portar maconha. Em maio de 2014, o cantor passou por uma internação de uma semana por causas não reveladas à época.