Matrículas Aberta - Escola Adventista

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Inicio » Nacional » Em vídeo, Delegado do Acre diz que portadores de síndrome de Down são ETs

Em vídeo, Delegado do Acre diz que portadores de síndrome de Down são ETs

Em vídeo, Delegado do Acre diz que portadores de síndrome de Down são ETs

O delegado do Acre que foi filmado dando declarações de ódio sobre portadores de síndrome de Down atribuiu o vídeo que se tornou viral a uma brincadeira do dia 1° de abril.

Em vídeo, Delegado do Acre diz que portadores de síndrome de Down são ETs
Em vídeo, Delegado do Acre diz que portadores de síndrome de Down são ETs

 

Ele chegou a dizer que pessoas com a síndrome são “filhos de ETs com macacas”.

O vídeo foi feito na Delegacia de Flagrantes de Rio Branco. O delegado de Polícia Civil, Fábio Peviane, disse ter se arrependido dos comentários e que não esperava que as imagens fossem divulgadas. Ele também citou o deputado Jari Bolsonaro no vídeo.

Por meio de nota, a Polícia Civil disse que irá tomar as providências necessárias: “A Polícia Civil não coaduna com a postura inadequada e desrespeitosa do servidor e tomará as providências no intuito de identificar e responsabilizar todos os envolvidos na gravação e veiculação do vídeo, e adotará as medidas necessárias e cabíveis”.

Já a Associação doa Delegados de Polícia Civil do Acre também se posicionou sobre o ocorrido: “À sociedade acreana, indicamos que nos sentimos perplexos e decepcionados com as cenas”, informou.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *