Últimas Notícias

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

DECISÃO JUDICIAL

Sem entrar no mérito da questão, chama a atenção deste jornalista o fato de a imprensa do Norte de Minas e, mais especificamente de Montes Claros, não ter dado a mesma ênfase na decisão judicial sobre a revogação da intervenção no grupo Soebras. Quando da autorização da intervenção, ocorrida no dia 9 de dezembro passado, o assunto foi manchete de jornais e inclusive recebeu destaque em emissora de televisão. Agora, depois que o juiz Carlos Alberto Simões Tomaz determinou a revogação da interdição e a extinção do processo, o assunto mereceu no máximo nota em canto de página. O interessante na decisão é o fato do juiz Tomaz ter entendido que o MPF não teria legitimidade para atuar no caso.

PROVISÓRIA DO PSB

Informação colhida pela coluna dá conta de que, nesta semana, foi encaminhada ao diretório Estadual do PSB relação de nomes para compor a nova comissão provisória da agremiação em Montes Claros. Foi sugerido o nome do empresário Jair Sá Miranda como presidente, o advogado Álvaro Guilherme como vice, Pizzaro como secretário e Rita Maluf como tesoureira. Aliás, na relação entregue ao diretório, a ideia de contemplar o ex-prefeito Ruy Muniz e o prefeito Humberto Souto na indicação não prevaleceu. Um outro ponto que chama a atenção deste jornalista é que os nomes indicados não têm nenhuma experiência ou militância política.

ÁLVARO GUILHERME

E falando no ex-presidente da 11ª subseção da OAB de Montes Claros, Álvaro Guilherme, apesar de seu nome figurar na relação dos possíveis integrantes da Comissão Provisória do PSB local, não está definido de que ele continuará fazendo parte das fileiras do partido. O advogado comentou que não está descartada a possibilidade de disputar as eleições de 2018 como candidato a deputado estadual e que a decisão está nas mãos do deputado federal Rodrigo Pacheco (PMDB), inclusive por qual partido poderá disputar.

PSDC E O VICE-PREFEITO

Se irá aceita o convite, ou não, ninguém sabe. O certo é que integrantes da direção estadual do PSDC em Minas informou à coluna que está conversando com a médica Ariadna Muniz e com o vice-prefeito de Montes Claros, Adauto Marques, para convencê-los, não só a se filiar na agremiação como também fazer parte da chapa de candidatos a deputado estadual pelo partido.

PROCON PEDE SOCORRO

Em conversa com este jornalista, funcionário do Procon de Montes Claros informou que o órgão está agonizando, sem condições de atender à população. Contou que até o final do ano passado eram 28 funcionários, reduzidos para oito. Como a estrutura não está permitindo atender a demanda, a maioria das pessoas está saindo sem receber o devido atendimento.

SAÚDE PARA A SAÚDE

A mesma situação de dificuldade no atendimento à população vem sofrendo a Secretaria de Saúde, onde o número de servidores foi reduzido a um terço. O problema no local só não é mais grave porque a referida secretaria está praticamente sem atividade, com a greve dos médicos, a falta de estrutura nos postos de saúde e nos PSF. Como também não responde pela gestão plena da saúde no município, todos fazem ‘ouvido de mercador’ diante do problema.

REVITALIZAÇÃO

Enquanto o governo comemora a chegada das águas do São Francisco ao Estados do Nordeste, o rio continua agonizando em Minas Gerais à espera da implantação, de fato, do programa de revitalização. A crítica foi feita pelo deputado federal Saraiva Felipe, durante encontro com técnicos do Ministério da Integração Nacional em Brasília-DF. Ele alertou para o fato de apenas 33% do esgoto do estado ser coletado e tratado. Isso equivale dizer que o restante é lançado nos rios, inclusive nos afluentes do São Francisco.

PARAQUEDISTA

Não precisa ter bola de cristal para afirmar que o Norte de Minas continuará sem representatividade, principalmente na Câmara Federal, após as eleições de 2018. Até agora, apenas a direção da CDL tem sido a única voz em favor de um projeto para valorizar os candidatos da região. Antes mesmo da deflagração do processo, quase totalidade dos prefeitos já está declarando apoio a parlamentares de outras regiões que sequer conhecem os nossos problemas e nossa realidade. A expectativa era que a Amams, Cimams e Ammesf abraçasse a bandeira da campanha contra os candidatos paraquedistas, mas até agora não dão nenhum sinal de que envolverão no assunto. Mais uma vez assistiremos os prefeitos da região vendendo a consciência dos seus munícipes em troca de migalhas.

Aldeci Xavier
Aldeci Xavier