POS ON-LINE PUC MINAS

Montes Claros – Pequi é esperança de alta nas vendas

Montes Claros – Pequi é esperança de alta nas vendas

O pequi, fruto típico do Cerrado e nativo da região Norte de Minas, já domina os mercados animando os feirantes.

Montes Claros - Pequi é esperança de alta nas vendas
Montes Claros – Pequi é esperança de alta nas vendas

 

A safra melhor, vinda da zona rural e de cidades vizinhas como Jequitaí, Japonvar e Francisco Dumont, chega mais consistente e com sabor adocicado, ao contrário do temporão e do pequi que vem de outras regiões fora de Minas Gerais. Este ano, o pequi demorou um pouco a aparecer nas bancas – geralmente a safra se inicia em novembro e vai até março. Mas a expectativa dos feirantes é que a colheita também se alongue e gere mais renda para as famílias que vivem da colheita.

De acordo com o feirante Charles Moisés, a falta de chuvas não atrapalhou a produção deste ano. “O atraso na safra foi causada pelo ‘temporão’, que vem fora de época. A expectativa é muito grande para as vendas do pequi, e o comércio dá uma melhorada no geral. Quem vem comprar o pequi acaba comprando outras frutas típicas e também as tradicionais, que são fonte de renda para muitas famílias carentes que vivem do comércio do fruto”, disse.

Maria José, há 22 anos feirante no Mercado Central de Montes Claros, é uma dessas pessoas que sobrevive do que o Cerrado dá. “Com a chegada do pequi ficamos mais otimistas para aumentar a renda nessa época, e o mercado fica mais movimentado”, disse.

BOA SURPRESA 
Para Janine de Souza, que trabalha com a família desde a inauguração do mercado, a safra deste ano está muito boa. “Essa safra nos surpreendeu com o sabor e consistência. Muita gente de fora que vem a passeio acaba levando o nosso produto. Como esta data é comemorativa, a cidade fica mais movimentada e todos acabam comprando, inclusive os turistas”, disse a feirante.

O vereador Richarley Viana Dias, da cidade de Salinas, é uma dessas pessoas que sempre procura o fruto em Montes Claros. “O pequi que é comercializado aqui é o melhor que já comi até hoje. Faço questão de comprar”, disse.

O pequi é vendido a partir de R$4 a dúzia, podendo chegar até o valor de R$10. Além do mercado também é possível encontrar o fruto nas esquinas da cidade com feirantes ambulantes.

Por Leonardo Queiroz