FENICS 2019 - ACI

Inicio » Montes Claros » Cultura MOC » Cultura Moc – Painel Juca Silva apresenta o Cronista, Poeta, Artista Plástico e Dramaturgo Adilson Cardoso

Cultura Moc – Painel Juca Silva apresenta o Cronista, Poeta, Artista Plástico e Dramaturgo Adilson Cardoso

Cultura Moc – Painel Juca Silva apresenta o Cronista, Poeta, Artista Plástico e Dramaturgo Adilson Cardoso

Tudo acaba em Carnaval, este é o titulo da exposição que ficará de 01 a 15 de março no Painel Juca Silva – Centro Cultural de Montes Claros.

Cultura Moc - Painel Juca Silva apresenta o Cronista, Poeta, Artista Plástico e Dramaturgo Adilson Cardoso
Cultura Moc – Painel Juca Silva apresenta o Cronista, Poeta, Artista Plástico e Dramaturgo Adilson Cardoso

 

As poesias que trazem o Carnaval como enredo, vem  carregadas de jargões e versos de criticidade social. O autor é o Cronista, Poeta, Artista Plástico e Dramaturgo Adilson Cardoso, conhecido no meio artístico pela sua multiplicidade no cenário das artes, ele volta com uma temática diferente da ultima exposição da segunda quinzena de abril do no passado. Batemos um papo falando sobre a inquietude do seu universo, eis um pequeno “ping-pong”.

Jornal Montes Claros: Adilson, na sua ultima mostra você dizia  que os poemas eram inspirados no saudoso poeta  Manoel de Barros, seu grande ídolo. Nesta você traz  o Carnaval,  insinua que estamos mais preocupados com a festa popular do que com a situação em que se encontra o país, é por ai?

Adilson Cardoso: É um pouco de tudo! Sou tão fã do mestre Manoel que até não tendo nada a ver com os escritos dele, tenho  tudo, não me envergonho de dizer que dou bom dia aos cavalos. O carnaval é a festa que o gestor esquece que tem de  pagar o salário do funcionário, e o funcionário esquece que aquele dinheirinho que está no bolso é para fazer a feira.

JM: Qual a diferença de escrever um poema de amor e uma critica social?

AC: Não me apego a conceitos, deixo para os mestres da Gramática rolarem sobre os excrementos alheios, como fazem os Escaravelhos. Quando sinto amor escrevo amor e assim por diante.

JM: Qual a importância de expor no Painel de Poesia Juca Silva Neto?

AC: É um importância contemplativa, pois  além da  oportunidade de estar denunciando nossos  desatinos, colocando a tapa nossa de cara de poeta, também é uma maneira de estar  atiçando os editores que infelizmente ainda não encontraram maneiras de fazer promoções “Blacks Fridays” para os  bolsos dos poetas sem vinténs.

Baixe AQUI uma poesia do Adilson Cardoso

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *