Publicidade

Inicio » Montes Claros » Milhares de cidades em todo o mundo participarão da Hora do Planeta 2018

Milhares de cidades em todo o mundo participarão da Hora do Planeta 2018

Milhares de cidades em todo o mundo participarão da Hora do Planeta 2018

O Jornal Montes Claros faz parte da iniciativa desde o ano 2010
O Jornal Montes Claros faz parte da iniciativa desde o ano 2010

 

Maior campanha global de conscientização da sociedade sobre as mudanças climáticas lança nova estratégia até 2020 para promover a conexão das pessoas com a biodiversidade

Hora do Planeta é a maior mobilização do mundo na conscientização sobre as mudanças climáticas e já faz parte do calendário brasileiro em muitas cidades. Em 2018, a data de mobilização será no dia 24 de março (sábado) com uma grande novidade: pela primeira vez, a campanha terá uma estratégia de três anos, até 2020, com foco na relação entre as mudanças climáticas e a importância da biodiversidade. Para isso, todos nós precisaremos estar #ConectadosNoPlaneta, novo mote da campanha global. Na mobilização no Brasil, há novas funcionalidades no site www.horadoplaneta.org.br que facilitam a inscrição de atividades e mostram o caminho para quem tem interesse de participar.

Desde que foi lançada pelo WWF, em 2007, na cidade de Sydney (Austrália), como um evento simbólico de apagar as luzes, a Hora do Planeta vem inspirando indivíduos, comunidades, empresas e organizações a tomarem medidas em prol da segurança climática. Em 2017, foram ações nos sete continentes, em 187 países e territórios, com mais de 3.000 monumentos apagados. Somente no Brasil, foram 145 cidades e mais de 600 monumentos participantes, com o envolvimento de 250 mil pessoas. Este ano, a celebração acontece no dia 24 de março, sábado, das 20h30 às 21h30.

Para o WWF-Brasil, o movimento de apagar as luzes ainda é um alerta necessário sobre os impactos das mudanças climáticas, que estão cada vez mais constantes e intensos. Prova disso é a grande quantidade de eventos extremos que ocorreram no ano passado, tal como os incêndios em Portugal e nos Estados Unidos, as inundações na Índia e os furacões Irma e Maria no Caribe. No Brasil, os desastres incluem recorde no número de queimadas, perdas na produção pela extensão do período seco e o racionamento de água que se estende pelo país, chegando primeira vez à capital federal.

“Biodiversidade e natureza sustentam nossas vidas, nossas economias, nossa saúde, nosso bem-estar, nossa felicidade. É o alicerce do nosso planeta vivo. Estamos empurrando o planeta e seus sistemas naturais até o limite. A Hora do Planeta é nossa chance de usar nosso poder, como indivíduos e como um coletivo, para exigir e agir em prol da proteção deste planeta como recompensa a tudo que nos dá”, afirma Marco Lambertini, diretor-geral do WWF Internacional.

coordenador do Programa Mudanças Climáticas e Energia do WWF-Brasil, André Nahur, destaca que, além dos efeitos mais visíveis, o aquecimento da temperatura global também provoca consequências silenciosas e ainda mais graves, em especial com relação à biodiversidade.

“Não é preciso ir longe para ver os efeitos. No Brasil, as mudanças climáticas terão efeito em espécies importantes para a cultura e economia nacional, como o pequi ou o café, que poderão sofrer uma drástica perda na produção”, afirma André Nahur.

“Este é um momento crítico. Estamos a mil dias para o final de 2020, data em que poderemos ampliar a ambição global para salvar o planeta, por meio da revisão das metas do Acordo de Paris, Convenção da Biodiversidade e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Por isso essa estratégia de três anos é tão importante. Queremos aproveitar o movimento que a Hora do Planeta gera para que cada um de nós e cada ator da sociedade possam ajudar a reduzir os efeitos das mudanças climáticas e os impactos à biodiversidade”, afirma Mauricio Voivodic, Diretor Executivo do WWF-Brasil.

Para facilitar a participação, este ano o WWF-Brasil criou um novo modelo de adesões, que já podem ser feitas diretamente no site oficial da campanha (www.horadoplaneta.org.br). Ali, é possível que cidades, organizações (entre empresas, escolas, ONGs etc) e indivíduos coloquem seus planos para a data, que vai desde um simples, mas muito significativo, apagar de luzes, até eventos e campanhas de engajamento e conscientização socioambiental.

Os eventos cadastrados são inseridos no Mapa da Hora, também no site, permitindo que as pessoas procurem por eventos e estabelecimentos participantes da Hora do Planeta nas regiões onde estiverem para irem no dia 24. Além disso, para ajudar os marinheiros de primeira Hora, foi colocado no site o Guia para Começar na Hora do Planeta: um material simples, com dicas do que fazer na fase prévia ao evento e durante os 60 minutos principais.

“Muitos participantes da Hora do Planeta já acompanham o evento há anos. Mesmo assim, a cada edição, há pessoas interessadas em fazer parte pela primeira vez. Esse guia deve incentivar essas novas participações”, afirma Voivodic. A publicação traz conteúdo especial para escolas, restaurantes, bares e cafés e hotéis.

Atualmente, várias organizações participam da Hora do Planeta na semana prévia ao grande evento. Este é o caso de escolas ou de empresas que estão fechadas no sábado à noite, mas aproveitam a semana para difundir as informações relacionadas à sustentabilidade.

A Hora do Planeta 2018 também conta com a parceria com a Associação Nacional de Escoteiros, que já vem apoiando a campanha há vários anos. Os escoteiros em todo país terão uma semana de atividades pré-Hora do Planeta, aproveitando a simultaneidade da data com o Fórum Mundial da Água, que acontecerá no Brasil pela primeira vez.

Conecte-se e inspire-se
A Hora do Planeta 2018 também trouxe ao Brasil a possibilidade de homenagear pessoas que têm uma profunda conexão com o planeta. É a seção Conecte-se e Inspire-se, que deve divulgar, semanalmente, histórias que possam servir de inspiração a todos nós. Quem define quem são esses exemplos são os próprios internautas, que podem sugerir amigos, parentes ou simples conhecidos que se encaixem na descrição #ConectadoNoPlaneta.

“A Hora do Planeta inicia a conversa e envolve centenas de milhões de pessoas em todo o mundo em uma verdadeira ação climática. A homenagem a quem faz a diferença é mais uma maneira de dizer que a mudança é possível”, afirma André Nahur.

Serviço

    • Evento: Hora do Planeta 2018

    • Data: 24 de Março de 2018

    • Horário: 20h30 às 21h30

    • Locais: consultar no site www.horadoplaneta.org.br

Sobre o WWF

O WWF-Brasil é uma organização não governamental brasileira dedicada à conservação da natureza, com os objetivos de harmonizar a atividade humana com a conservação da biodiversidade e promover o uso racional dos recursos naturais em benefício dos cidadãos de hoje e das futuras gerações. Criado em 1996, o WWF-Brasil desenvolve projetos em todo o país e integra a Rede WWF, a maior rede mundial independente de conservação da natureza, com atuação em mais de 100 países e o apoio de cerca de 5 milhões de pessoas, incluindo associados e voluntários.

Leia Também

'Tornado de fogo' é registrado em Nova Ponte no interior de MG; veja vídeo

‘Tornado de fogo’ é registrado em Nova Ponte no interior de MG; veja vídeo

* Por: Jornal Montes Claros - 21 de setembro de 2018. Um fenômeno natural conhecido …

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *