OI TOTAL COM FIBRA
Inicio » Minas Gerais » Março bate recorde em casos de dengue no ano com mais de 5 mil ocorrências da doença em Minas Gerais

Março bate recorde em casos de dengue no ano com mais de 5 mil ocorrências da doença em Minas Gerais

Março bate recorde em casos de dengue no ano com mais de 5 mil ocorrências da doença em Minas Gerais

Minas Gerais já registrou, de janeiro até os primeiros dias de abril, 11.367 casos de dengue prováveis, que são aqueles confirmados mais os suspeitos. Duas pessoas morreram com a doença, sendo uma em Conceição do Pará e outra em Uberaba. Há nove óbitos em investigação.

Março bate recorde em casos de dengue no ano com mais de 5 mil ocorrências da doença em Minas Gerais
Março bate recorde em casos de dengue no ano com mais de 5 mil ocorrências da doença em Minas Gerais

 

Março foi o mês com maior número de casos até agora: 5.148. Em abril, foram registrados 270 nos primeiros dias. A expectativa é que os registros diminuam com o tempo seco.

Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde, nesta terça-feira (10), e estão menores em relação ao ano passado. Para se ter uma ideia, entre janeiro e março de 2018, foram 11.097 casos. Já nos três primeiros meses de 2017, foram 14.348. A diferença é de 3.251 casos de um ano para o outro.

Entre a semana de 25 de março e 4 de abril, dois municípios tiveram incidência muito alta de casos: Visconde do Rio Branco e Ubá, ambos na Zona da Mata. Nove encontram-se em alta incidência, sendo Nova Porteirinha, Araporã, Catuti, Ubá, Belo Oriente, Guaraciama, Guiricema, Santana do Paraíso e Janaúba. Outros 21 municípios estão em média incidência, 243 municípios estão com baixa incidência e 578 municípios estão sem registro de casos prováveis.

Chikungunya 

Em 2018, já foram registrados 2.724 casos prováveis de chikungunya, concentrados na região do Vale do Aço. Mas 2017 foi o ano com maior número de casos prováveis da doença. Eles ficaram concentrados nas Unidades Regionais de Saúde de Governador Valadares, Teófilo Otoni, Pedra Azul e Coronel Fabriciano.

Não foi registrada, este ano, nenhuma morte. Já no ano passado, foram 13.

Zika

Foram registrados 113 casos prováveis de zika em 2018 em 40 cidades.

Ao todo, foram registrados 34 casos em gestante moradoras de 20 municípios: BH, Ipatinga, Timóteo, Coronel Fabriciano, Juiz de Fora, Sete Lagoas, Uberaba e Ubá.

Prevenção

A principal forma de transmissão da dengue, zica e chikungunya é a picada dos mosquitos Aedes aegypti. Para prevenir as doenças, é fundamental eliminar qualquer foco de água parada no qual o mosquito possa se reproduzir. Todas as pessoas devem cuidar de suas casas e locais de trabalho de modo que consigam manter o ambiente sempre limpo e longe de qualquer possibilidade de acúmulo de água.

* Fonte: SES-MG

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *