Inicio » Minas Gerais » Belo Horizonte » Policial civil de Minas Gerais foge da detenção, mata mulher e as duas filhas dela

Policial civil de Minas Gerais foge da detenção, mata mulher e as duas filhas dela

Policial civil de Minas Gerais foge da detenção, mata mulher e as duas filhas dela

Um policial civil de 40 anos matou uma mulher e as duas filhas dela, uma de 15 anos e outra de 18, e em seguida se matou, na madrugada desta terça-feira (15/05/2018), no bairro Monte Carlo, em Santa Luzia, Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

O policial estava preso desde julho do ano passado na Casa de Custódia da Polícia Civil, na capital, acusado de ter abusado sexualmente das duas jovens, que foram assassinadas
O policial estava preso desde julho do ano passado na Casa de Custódia da Polícia Civil, na capital, acusado de ter abusado sexualmente das duas jovens, que foram assassinadas

 

De acordo com a Polícia Militar, a outra filha da mulher, de 20 anos, e o padrasto conseguiram escapar do crime. O policial civil chegou a ser encaminhado para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, mas não resistiu aos ferimentos.

Entenda o caso

O policial estava preso desde julho do ano passado na Casa de Custódia da Polícia Civil, na capital, acusado de ter abusado sexualmente das duas jovens que foram assassinadas.

Ele foi condenado a uma sentença de 31 anos, nessa segunda-feira (14). Inconformado, o autor foi até a casa do ex-sogro, um policial aposentado, pegou uma arma de fogo e foi em direção à casa das vítimas, liberando o padrasto e a outra filha do casal.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *