Vaga no Bolso

Inicio » Economia » Dívida caduca em 5 anos? Posso solicitar um cartão de crédito depois?

Dívida caduca em 5 anos? Posso solicitar um cartão de crédito depois?

Dívida caduca em 5 anos? Posso solicitar um cartão de crédito depois?

Infelizmente, muitos consumidores pelos mais diferentes motivos, endividam-se e não conseguem honrar com os seus compromissos.

Dívida caduca em 5 anos? Posso solicitar um cartão de crédito depois?
Dívida caduca em 5 anos? Posso solicitar um cartão de crédito depois?

 

Consequentemente, o nome vai parar nos órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa. Entretanto, quando passam 5 anos, a dívida caduca, e o nome sai automaticamente dos órgãos de proteção ao crédito, como SPC, Serasa, entre outros órgãos.

Dívida caduca em 5 anos?

A dívida caduca em 5 anos, ou seja, está prescrita a cobrança de débitos do consumidor, inclusive está previsto no novo Código Civil, no Art. 206:

§ 5o Em cinco anos:

I – a pretensão de cobrança de dívidas líquidas constantes de instrumento público ou particular;”

Entretanto, a dívida continua existindo naquela instituição financeira. E ainda, em alguns casos a dívida é vendida para terceiros, que podem cobrar os clientes durante anos. Além disso, ainda acontece algo que é desconhecido de muitos consumidores. No Banco Central, a sua dívida é apontada como prejuízo, no Relatório de Informações Resumidas dos Clientes, e pode ser consultada através de um relatório chamado de Registrato.

E o que acontece? Mesmo que a dívida caduque, outras instituições conseguem visualizar essas informações que continuarão aparecendo no referido relatório. Ademais, elas podem negar o crédito para sempre ao consumidor.

O que é melhor a fazer?

O melhor a se fazer é negociar diretamente com a instituição bancária este valor que foi apontado como prejuízo, e que aparece no Registrato do BACEN. Procure diretamente a instituição financeira que você ficou devendo, e proponha o pagamento do valor principal e dos juros. Portanto, o seu nome será removido do relatório do Banco Central.

Infelizmente, se você negociar e pagar apenas o valor principal sem os juros, estará ainda deixando um prejuízo para a instituição financeira. Com isso, seu nome continuará aparecendo nos relatórios do BACEN. Portanto, procure o banco e pague por esta dívida assim que você tiver disponibilidade.

Onde consultar o Registrato?

O Registrato pode ser consultado por qualquer pessoa. Ele fica no site do Banco Central do Brasil, e é necessário preencher os seus dados e obter uma frase de segurança. Feito isso, vá no seu Internet Banking e valide a frase de segurança. Por fim, com a sua frase de segurança validada, faça o seu cadastro para obter a sua senha de acesso.

 

É possível solicitar um cartão de crédito depois?

Isso depende. O que acontece mais frequentemente, é a negativa de aprovação de crédito por algumas instituições financeiras. Elas podem visualizar o seu histórico de prejuízos causados no passado. E você não vai saber por que terá seu crédito negado.

Entretanto, cada caso é um caso. Algumas instituições financeiras, como o Santander, preferem priorizar o bom relacionamento dos seus clientes. Contudo, elas podem fornecer até cartão de crédito, nestes casos. Há relatos de que Fintechs como Banco Inter, Neon e Meu Pag frequentemente liberam cartões de crédito para clientes com baixa pontuação no Score de crédito.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *