PÓS-GRADUAÇÃO PUC MINHAS em MONTES CLAROS

Obtenha mais clientes com a sua ficha do Google
Inicio » Minas Gerais » Alto Paranaíba » Polícia Rodoviária Federal apreende mais de duas toneladas de maconha na BR-262

Polícia Rodoviária Federal apreende mais de duas toneladas de maconha na BR-262

Polícia Rodoviária Federal apreende mais de duas toneladas de maconha na BR-262

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 2.220 quilos de maconha que estavam sendo transportadas pela BR-262, no município de Campos Altos, na região do Alto Paranaíba. Conforme a corporação, a droga estava escondida em meio à carga de alpiste, em sacos.

Polícia Rodoviária Federal apreende mais de duas toneladas de maconha na BR-262
Polícia Rodoviária Federal apreende mais de duas toneladas de maconha na BR-262

 

Agentes realizavam fiscalização de rotina, na altura do km 600, na noite de terça-feira (21), quando abordaram uma Scania T124. Como o motorista, de 39 anos, apresentou nervosismo e respostas desencontradas, os agentes fiscalizaram a carga e encontraram o entorpecente.

O caminhoneiro confessou que receberia R$ 10 mil para transportar a droga. Ele disse, ainda, que pegou a maconha em Santa Terezinha do Itaipu, no Paraná, próximo à fronteira com o Paraguai, e levaria até Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira.

O caminhoneiro foi preso em flagrante, a droga apreendida e encaminhada para a Delegacia de Araxá, onde a ocorrência foi registrada.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *