Vaga no Bolso

Inicio » Esporte » Taça Libertadores » Libertadores 2018 – Imprensa argentina, Arrascaeta e Santos: a repercussão do erro da arbitragem contra o Cruzeiro

Libertadores 2018 – Imprensa argentina, Arrascaeta e Santos: a repercussão do erro da arbitragem contra o Cruzeiro

O Boca Juniors foi melhor que o Cruzeiro no jogo de ida das quartas de final da Libertadores, nesta quarta-feira, na Bombonera. E até por isso venceu por 2 a 0. Mas o que de principal ficou da partida foi a expulsão equivocada do zagueiro Dedé, aos 30 minutos do segundo tempo, após cabeçada acidental no goleiro Andrada. O erro da arbitragem, que utilizou o VAR para tomar a decisão, foi manchete na imprensa argentina.

Jornais Olé e Clarín reconhecem equívoco do árbitro, que utilizou o VAR e expulsão o zagueiro Dedé de maneira equivocada

O Diário Olé, jornal esportivo de maior circulação no país, estampou em sua capa na versão digital a seguinte manchete: “Insólita expulsão por meio do VAR” (veja abaixo). O texto diz que “O árbitro Éber Aquino expulsou Dedé por meio da tecnologia, depois de o defensor trombar de forma não intencional com Esteban Andrada”.

Diário Olé repercute expulsão de Dedé na Bombonera — Foto: Reprodução

O discurso também foi o mesmo adotado pelo jornal Clarín, outro grande periódico do país vizinho. A manchete foi: “O errôneo uso do VAR que custou uma expulsão ao Cruzeiro diante do Boca” (veja abaixo). O texto diz que “ao ser expulso, Dedé mostrou a testa inflamada ao árbitro para tentar explicar o que não exigia muita explicação”. O jornal argumenta, ainda, que das causas do cartão vermelho, “as únicas que poderiam se aproximar daquela situação seriam jogo duro e comportamento violento, mas, claramente, foi um choque acidental, que não deveria ter sido punido com uma expulsão”.

Clarín repercute expulsão de Dedé — Foto: Reprodução

 

Arrascaeta

Principal desfalque do Cruzeiro para a partida, o meia Arrascaeta – que ficou em Belo Horizonte para tratar uma dor na coxa – se manifestou via Twitter sobre o assunto: “Para que serve o VAR?”

Solidariedade santista

O Cruzeiro não é primeiro time brasileiro que se considera prejudicado nesta edição da Libertadores. Em campo, o Santos empatou sem gols com o Independiente, na Argentina, pela ida das oitavas de final. No entanto, a Conmebol decretou o placar de 3 a 0 para o time argentino por considerar que o Peixe escalou Carlos Sánchez de forma irregular. Os paulistas se consideram prejudicados pelo fato de River plate e Boca Juniors não terem sido punidos em situações parecidas. E, por meio do Twitter, o clube se “solidarizou” com o Cruzeiro.

 

Seja Sócio do Time do Povo – clique aqui

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *