OI TOTAL COM FIBRA
Inicio » Esporte » Brasileirão » Com Sassá e Raniel, Cruzeiro vence Santos de virada e encerra série de empates

Com Sassá e Raniel, Cruzeiro vence Santos de virada e encerra série de empates

Esse história de empate atrás de empate já estava enchendo. O Cruzeiro vinha de quatro empates seguidos no Campeonato Brasileiro e, mesmo com um time alternativo em campo, era preciso conseguir os três pontos, na raça ou na técnica, para chegar de astral elevado, na quarta-feira, um duelo decisivo contra o Palmeiras, pela semifinal Copa do Brasil.

Com Sassá e Raniel, Cruzeiro vence Santos de virada e encerra série de empates

 

A Raposa saiu perdendo para o Santos na noite deste domingo, no Mineirão, mas salvo por Fábio nas horas certas e, com gols dos atacante Sassá e Raniel, a equipe celeste conseguiu o vira-vira sobre o time do técnico Cuca. Com a vitória, o time azul se consolida na sétima posição, com 37 pontos, a cinco do G-6 da competição.

Mano Menezes, mais uma vez, optou por uma equipe quase toda reserva, já que na quarta tem Palmeiras, jogo que vale uma vaga na decisão da Copa do Brasil. De titulares mesmo só Fábio, Egídio e Edílson, esse último, por estar suspenso na competição mata-mata e não poderá entrar em campo no meio de semana.

Mesmo com uma equipe que não costuma jogar junto, o Cruzeiro procurou se impor e construir boas jogadas. Mas, no primeiro ataque mais perigoso dos santistas, o artilheiro Gabriel abriu o placar com 15 min de jogo. No prejuízo, o time azul se manteve centrado, construindo boas oportunidades, uma com David, aos 22 min e, outra, aos 23 min, cabeçada de Murilo na trave.

O Peixe manteve a postura de contra-ataque, encaixando lances de perigo, como a falta cobrada pelo jovem Rodrygo que beijou o travessão de Fábio aos 35 mim e, outra, cara a cara, também do do garoto – já vendido ao Real Madrid – aos 45 min.

Na segunda etapa, bastou a bola rolar para Sassá, que entrou no intervalo, deixar tudo igual aos 45 seg. O atacante, recuperado de lesão e que tinha voltado no clássico do domingo anterior, não fazia a sassarada, a tradicional comemoração do jogador, desde 3 de junho, na vitória cruzeirense contra o Ceará, por 1 a 0.

Outro que entrou no intervalo do jogo foi Robinho e, pouco depois do gol, Murilo machucou o ombro, obrigando Mano a colocar o titular Léo em campo. O segundo tempo seguiu bem movimentando, com oportunidades para os dois lados, com mais trabalho para Fábio do que Vanderlei, na verdade. Mas aos 37 min, na jogada pela direita, Raniel fez o gol da virada. Daí para o fim, foi só fechar a casinha e se segurar.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *