Publicidade

Inicio » Educação » Enem 2018 » Você sabia que pode estudar fora do país com o ENEM?

Você sabia que pode estudar fora do país com o ENEM?

Você sabia que pode estudar fora do país com o ENEM?

Várias universidades estrangeiras aceitam a nota do Exame Nacional do Ensino Médio para ingresso

Várias universidades estrangeiras aceitam a nota do Exame Nacional do Ensino Médio para ingresso
Várias universidades estrangeiras aceitam a nota do Exame Nacional do Ensino Médio para ingresso

 

Algumas pessoas têm conhecimento que há Universidades em Portugal que acolheram o resultado do ENEM como forma de ingresso. Isso porque o país foi o primeiro a firmar uma parceria com o INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira) em 2014 para usar a nota do teste como critério de avaliação. O que poucos estudantes sabem é que além de Portugal há outros países que optaram pelo uso do ENEM como um dos critérios de seleção. Canadá, Reino Unido e Irlanda são lugares que têm algumas instituições que usam a nota do Exame.

As provas do ENEM que acontecerão nos próximos dias 04 e 11 de Novembro podem abrir portas para uma experiência única desses estudantes. Algumas faculdades são pagas, porém a maioria apresentam valores anuais mais baixos do que as do Brasil e permitem que esse aluno faça uma pós graduação ou/e a continuação do ensino stricto sensu no exterior. Ou seja é a oportunidade de alinhar estudo, vivência no exterior, contato com outras culturas, e novas chances empregatícias.

” Os brasileiros precisam ficar apenas atentos(a) ao período de inscrição de cada Universidade e critérios que exigem. Ler com cuidado o formulário para não ser desclassificado principalmente. Outra dica é estudar inglês. Porque independente do local que esse estudante for morar/estudar, a língua é usada em palestras e também abre portas para o mercado de trabalho no exterior”, evidencia Fabiano Castro, especialista em carreiras da Minds Idiomas.

Nas terras Lusianas já são 29 instituições educacionais que aceitam o ENEM. Uma das mais conhecidas, a Universidade de Algarve, recebe mais de 1,5 mil estrangeiros por ano. Já são mais de 600 brasileiros matriculados. Para os cursos de graduação (Que unem licenciatura com mestrado), os estudantes precisam ter um mínimo de 500 pontos na redação do ENEM e pelo menos 475 pontos nas demais provas.

A maioria das Faculdades portuguesas aceitam a nota de corte de 600 pontos, porém cada uma tem os seus critérios. E dependendo da concorrência da área escolhida, a nota de corte tende a aumentar. Algumas instituições que vale a pena pesquisar sobre: Instituição Politécnico de Leiria, Universidade de Coimbra, Universidade da Madeira, Instituto Politécnico do Porto, Universidade de Aveiro, entre outras.

No Reino Unido já são 5 Universidades que aceitam o desempenho do ENEM como parte do ingresso. Cada uma tem a sua particularidade. Por isso, aconselha-se ler o site de cada centro educacional. São elas: Kingston University, University of Bristol, University of Glasgow, Birbeck University of London e University of Oxford. ” É importante ressaltar que o estudante que optar por uma Universidade Britânica precisa estudar por 1 ano no programa – Foundation Year- são matérias mais genéricas da área que se pretende estudar e o ENEM é aceito nessa etapa de entrada”, explica Lorena Peretti, especialista em intercâmbios da Minds Travel.

Já no Canadá e Irlanda as opções são mais reduzidas. São apenas duas instituições que usam o ENEM como um dos critérios para aceitar os estudantes brasileiros. São elas: Universidade de Toronto ( Pede o certificado de conclusão do Ensino Médio, nota do ENEM, e proficiência no idioma inglês) e na Irlanda temos a University College Cork que também cobra fluência no inglês.

Ainda dá tempo de ir bem no inglês do exame e garantir a sua vaga em uma faculdade no exterior.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *