Últimas Notícias

Coluna da Jerusia Arruda – Ameaça

Coluna da Jerusia Arruda – Ameaça

AMEAÇA

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu mandar para a Procuradoria-Geral da República (PGR) pedido de investigação contra um homem que publicou um vídeo nas redes sociais em que faz ofensas e ameaças a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber. No vídeo, publicado no You Tube, o homem que se identifica como coronel Carlos Alves se refere a Rosa Weber como “salafrária e corrupta”, e critica outros integrantes do STF.

AFRONTA

Em nota, o Exército confirmou que o homem que divulgou o vídeo na internet é o coronel Carlos Alves, militar da reserva, e diz que as declarações do coronel não representam o pensamento do Exército Brasileiro e que o Comandante do Exército encaminhou uma representação ao Ministério Público Militar solicitando que fosse investigado o cometimento de possível ilegalidade.

REAÇÃO DO STF

O ministro Gilmar Mendes também reagiu à declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidenciável, sobre fechar o STF. “Ali se fala que com um cabo e um soldado fecha o Tribunal. Quando se faz isso, você já fechou alguma coisa mais importante, que é a própria Constituição. É bom lembrar que nem os militares fecharam o Supremo Tribunal Federal”, afirmou Mendes.

TEMER INDICIADO

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou o pedido para anular o indiciamento do presidente Michel Temer no inquérito sobre o suposto favorecimento da empresa Rodrimar S/A na edição do chamado Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017), assinado em maio do ano passado pelo presidente. A decisão foi motivada pelo pedido de anulação feito pela defesa do presidente. Segundo Barroso, o indiciamento está previsto em lei e não há impedimentos sobre sua incidência sobre qualquer ocupante de cargo público.

LIBERADOS

Desde terça-feira, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, exceto em casos de flagrante. A determinação está prevista no Artigo 236 do Código Eleitoral e tem como garantir o direito de voto. A medida vigora até 48 horas depois da votação. O segundo turno das eleições ocorre no domingo em todo o Brasil e em outros 99 países, para a escolha do próximo presidente da República. Em 13 estados e no Distrito Federal, os eleitores também terão que definir os governadores. E em 19 municípios serão realizadas as chamadas eleições suplementares para a escolha de novos prefeitos.

 

Jerusia Arruda
Jerusia Arruda