Últimas Notícias

Saiba quando optar pela portabilidade de financiamento

Saiba quando optar pela portabilidade de financiamento

Em momentos de dificuldade financeira, deixamos de pagar algumas contas e elas acabam se tornando uma bola de neve no orçamento, dificultando cada vez mais que você consiga se recuperar da queda.

Saiba quando optar pela portabilidade de financiamento

 

Por isso, alguns bancos oferecem a portabilidade de financiamento, que basicamente é quando as taxas de um banco estão muito altas e você não consegue mais pagar ou deixou de pagar as parcelas e agora precisa renegociar.

Quando se deseja fazer a portabilidade, é importante pesquisar sobre as taxas e saldos devedores que as instituições bancárias aceitam. Hoje em dia no Brasil, a maioria dos bancos faz esses processos, porém cada um com suas especificações.

Durante o processo, as taxas e valores de juros normalmente são mantidas, fazendo com que o valor total à prazo não mude. O IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras) fica isento em algumas operações.

Você precisará estar com as contas em dia, isso quer dizer que assim como para conseguir o financiamento houve uma análise de crédito, a nova instituição analisará sua situação e de acordo com isso aceitará ou não a sua portabilidade.

É importante ficar de olho no Custo Efetivo Total, ele inclui algumas taxas cobradas pelos bancos nessa transição. Por exemplo, os seguros, que são por morte ou invalidez, danos físicos ao imóvel e tarifa de administração.

Com a portabilidade, seu imóvel vai ter um novo registro de imóvel, isso pode variar de acordo com o Estado que você mora, podendo chegar a 1% do valor total do imóvel, o que é bem alto.

É proibido que o novo financiador cobre pela mudança do financiamento, a venda casada de serviços também não é permitida, isso quer dizer que não se pode obrigar o cliente a comprar seguros obrigatórios, por exemplo. Além de tudo isso, você consegue fazer a transferência de financiamento de bancos públicos para particulares, não há restrições quanto a natureza da instituição.

O mercado imobiliário vive uma baixa de juros, sendo assim é o momento apropriado para portabilidade ou financiamentos. Há 5 anos o mercado tinha preços e juros muito mais elevados do que os de hoje, sendo assim é possível que condições estabelecidas no passado estejam pesadas demais para o seu bolso ou fora da realidade de mercado atual.

O banco pode recusar?

Como a portabilidade é feita a partir de uma análise de crédito, existem casos em que a instituição recuse. Essas recusas acontecem por alguns motivos, sendo eles, falta de segurança na hora de financiar um apartamento, o valor das parcelas ultrapasse 30% da sua renda mensal ou o banco original do financiamento faça uma oferta melhor que a nova.

O que você precisa para conseguir a portabilidade?

Esses são alguns dos documentos que você precisará ter em mãos para conseguir mudar de instituição bancária.

  • Sistema de pagamento anterior;
  • Modalidade de crédito;
  • Número do contrato;
  • Valor por prestação;
  • Data de vencimento da última operação;
  • Taxa de juros anual;
  • Saldo devedor atualizado.

Com esses documentos em mãos, você conseguirá fazer todo o processo, lembrando sempre de pesquisar as melhores taxas e juros, colocando a sua saúde financeira em primeiro lugar.

Quais são os seguros obrigatórios

É obrigatório por lei, sendo assim não muda de banco para banco, o uso dos seguintes seguros:

  • Seguro de Danos Físicos ao Imóvel (DFI);
  • Seguro por Morte ou Invalidez Permanente (MIP);

Os valores referentes a cada seguro são cobrados mensalmente junto com a parcela do imóvel.

Tarifas e Despesas

Podem variar de acordo com o banco, você consegue conferir cada uma na tabela disponibilizada pelo banco de sua preferência, sendo elas:

  • Tarifa de Avaliação Jurídica da Garantia;
  • Tarifa de Avaliação Física da Garantia;
  • Caso o laudo de avaliação do imóvel tenha mais de 300 dias, a instituição deverá realizar outro, deixando em dia o valor correto sobre o imóvel em questão.

A portabilidade de financiamento é uma ótima maneira de reduzir dívidas e quita-las.