NordVPN - A melhor oferta de VPN

Vaga no Bolso

Inicio » Minas Gerais » MG – Governo de Minas abre primeiras inscrições para preencher vagas de chefia; salário chega a R$ 19 mil

MG – Governo de Minas abre primeiras inscrições para preencher vagas de chefia; salário chega a R$ 19 mil

MG – Governo de Minas abre primeiras inscrições para preencher vagas de chefia; salário chega a R$ 19 mil

Belo Horizonte – O Governo de Minas começou, nesta segunda-feira (11), o processo de seleção para recrutar 500 profissionais que vão trabalhar em cargos de chefia, direção e superintendência. Neste primeiro dia do programa Transforma Minas, criado para fazer o recrutamento, foram divulgados quatro cargos. 

MG - Governo de Minas abre primeiras inscrições para preencher vagas de chefia; salário chega a R$ 19 mil
MG – Governo de Minas abre primeiras inscrições para preencher vagas de chefia; salário chega a R$ 19 mil

 

São eles: Subcontrolador de Governo Aberto, Corregedor-Geral, Subsecretário da Receita Estadual e Superintendente de Proteção Social Básica. A remuneração varia de R$ 6.600 a R$ 19 mil. As inscrições podem ser feitas no site www.transformaminas.mg.gov.br e os prazos variam conforme o cargo.

No total, serão abertas cerca de 300 vagas na administração direta e outras 200 na administração indireta. De acordo com a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), novas vagas serão lançadas nos próximos dias. Por isso, os interessados devem acessar diariamente o site do programa e acompanhar as vagas.

Qualquer pessoa que preencha os pré-requisitos e as competências exigidas em cada função pode participar do processo de seleção. As exceções ficam por conta de algumas posições, como as Superintendências Regionais de Ensino, que devem ser preenchidas necessariamente por servidores públicos efetivos – ativos ou inativos das carreiras públicas da Educação.

Veja a descrição dos cargos disponíveis nesta segunda-feira:

  • Controladoria Geral do Estado (CGE)

Subcontrolador de Governo Aberto
Inscrições até: 12 de abril
Remuneração: R$ 9 mil
Carga horária: 40 horas semanais, preferencialmente entre 7h e 19h
Clique aqui para ter mais detalhes da vaga e fazer inscrição

Corregedor-Geral
Inscrições até: 12 de abril
Remuneração: R$ 9 mil
Carga horária: 40 horas semanais, preferencialmente entre 7h e 19h
Clique aqui para ter mais detalhes da vaga e fazer inscrição

  • Secretaria de Estado de Fazenda – SEF

Subsecretário da Receita Estadual
Inscrições até: 19 de abril
Remuneração: R$ 19 mil
Carga horária: 40 horas semanais, preferencialmente entre 8h e 18h30
Clique aqui para ter mais detalhes da vaga e fazer inscrição

  • Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social – SEDESE

Superintendente de Proteção Social Básica
Inscrições até: 19 de abril
Remuneração: R$ 6.600 + R$ 1 mil de gratificação
Benefício: vale-refeição de R$ 47 por dia útil
Carga horária: 40 horas semanais, preferencialmente entre 7h e 19h
Clique aqui para ter mais detalhes da vaga e fazer inscrição

O processo seletivo foi anunciado na sexta-feira (8), quando o Estado informou que as vagas têm remuneração que variam de R$ 7 mil a R$ 20 mil. Além dos 500 cargos e após a aprovação da reforma administrativa, a quantidade de vagas pode aumentar e ultrapassar os 700.

As etapas de seleção vão variar de acordo com cada vaga, podendo envolver, além da análise curricular, entrevista por competências, entrevista com especialistas, teste de perfil, dentre outras.

Cargo por mérito

O secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Otto Levy, declarou que o Transforma Minas dará continuidade ao processo que se iniciou com a seleção dos secretários. “A gente pretende selecionar lideranças em grande escala para o governo. Não estamos falando de uma ou duas posições, mas de um número significativo de posições que consiga fazer a diferença na administração do Estado. Nosso objeto é escolher as melhores pessoas para aprimorar a gestão do Estado e, cada vez mais, profissionalizá-la, criando critérios objetivos de meritocracia”, afirmou Levy.

Em nota, o governador Romeu Zema (Novo) reforçou que pretende escolher os melhores profissionais para os postos de liderança e gerência no governo. “Vamos dar mais transparência às decisões e desenvolver um modelo diferente de gestão pública, baseado nos resultados e na contínua prestação de contas à sociedade”, afirma.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não ás pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *