Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros comemora o Dia Mundial do Rim

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros comemora o Dia Mundial do Rim

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros comemora o Dia Mundial do Rim

Montes Claros – Em comemoração ao Dia Mundial do Rim, o Hospital do Rim da Santa Casa de Montes Claros, através do setor de nefrologia, realiza amanhã, dia 14 de março, das 13h30 às 17h30, o ‘I Workshop de Prevenção da Doença Renal Crônica’, com o tema  “Saúde dos Rins para Todos”.

Montes Claros - Santa Casa de Montes Claros comemora o Dia Mundial do Rim
Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros comemora o Dia Mundial do Rim

 

O evento será realizado no auditório do Colégio Imaculada Conceição e contará com a participação de médicos e enfermeiros da Atenção Básica de Saúde de Montes Claros.  O Norte de Minas tem serviços de hemodiálise nas cidades de Montes Claros, Brasília de Minas, Janaúba, Pirapora e Taiobeiras e aguarda a instalação de novo serviço em Januária.

Dia Mundial do Rim homenageia todas as temáticas e trabalhos realizados para os tratamentos contra as doenças do rim. O objetivo deste dia é aumentar a consciência sobre o impacto da doença renal na humanidade. Ele também procura apresentar estratégias e estilos de vida que permitam evitar tais doenças. O dia foi estabelecido pela Sociedade Internacional de Nefrologia (ISN) e pela Federação Internacional de Fundações Renais (IFKF) no ano de 2006. Este dia é internacional, atualmente é comemorado em mais de 150 países. Se celebra na segunda quinta-feira de março de cada ano

DIA MUNDIAL DO RIM – FATOS

  • A cada ano um tema específico é escolhido como o núcleo do memorial para as atividades do Dia do Rim.
  • A Organização Mundial de Saúde (OMS) e da Organização Panamericana de Saúde (OPAS), também são adicionados a cada ano para promover este. Estas organizações realizam campanhas permanentes em curso para a prevenção e tratamento da doença renal.
  • 5% da população brasileira têm pedra nos rins. Entre as principais causas estão: o fator genético, excesso de sal na alimentação, falta de exercício físico, trabalho em lugares muito quentes e não beber água em quantidade suficiente.
  • Os tratamentos disponíveis para estas doenças são frequentemente diálise ou transplantação. Ambos são muito caros para a população em geral, tornando o tratamento deles pouco acessíveis em todo o mundo. Durante esta comemoração procura-se a implantação de políticas que permitam maior acesso ao tratamento por parte da comunidade em geral.
  • Estima-se que 10% da população mundial sofre de uma das condições mais tratadas durante a comemoração deste dia: a doença renal crônica. As pessoas que sofrem desta doença têm dez vezes mais probabilidade de morrer de ataques cardíacos ou trombose cerebral.

DIA MUNDIAL DO RIM – PRINCIPAIS EVENTOS E COISAS A FAZER

  • Participar em campanhas promovidas pelo site oficial da celebração. Lá são promovidas diferentes mensagens relacionadas à importância da prevenção de doenças renais. Estas mensagens são feitas através do uso de hashtags ou etiquetas que unificam todas as publicações em redes como o Facebook ou Twitter.
  • No Chile se realizam grandes campanhas ligadas à celebração deste dia desde o ano 2008. Neste país são realizadas campanhas de detecção de doença renal. Também há palestras e distribuição de materiais educativos para a população. Isso é feito em grandes cidades como Santiago de Chile.
  • Na América Latina, a Organização Pan-Americana da Saúde realiza um seminário virtual durante a data de comemoração. Neste seminário se abordam os temas relevantes para o eixo central da celebração de cada ano.
  • Em diferentes sociedades pode considerar a doação de órgãos como uma forma de comemorar um dia como este. Atualmente, existem programas em que as pessoas permitem explicitamente  a doação de seus órgãos após da morte.
  • Ver o documentário  Insuficiência renal crônica. Lutando para viver (2013). Realizado por Ligia Herrera, este documentário mostra o mau estado que tem o sistema de saúde na Guatemala para responder adequadamente às pessoas que sofrem de insuficiência renal crônica.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *