PÓS-GRADUAÇÃO PUC MINHAS em MONTES CLAROS

Obtenha mais clientes com a sua ficha do Google
Inicio » Nacional » Bandidos matam jovem para roubar celular e vendem aparelho na internet

Bandidos matam jovem para roubar celular e vendem aparelho na internet

Bandidos matam jovem para roubar celular e vendem aparelho na internet

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, identificou dois homens acusados de matar a estudante Marcela de Souza Oliveira, de 26 anos, em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro. De acordo com investigação policial, menos de uma hora depois do crime, um dos criminosos tentou vender o celular da vítima na internet.

Jovem de 27 anos foi morta no dia 27 de maio
Jovem de 27 anos foi morta no dia 27 de maio

 

Moisés Amorim da Silva foi preso, enquanto Nilton Pereira está sendo procurado. O foragido é apontado como autor do disparo que matou Marcela.

De acordo com o jornal carioca “Extra”, o delegado Moyses Santana afirmou que a polícia chegou ao criminoso que foi preso a partir do celular da vítima.

“Descobrimos que o aparelho estava sendo usado por uma pessoa que já havia trocado o chip”. O comprador do telefone apontou Moisés como vendedor. De acordo com o jornal, a negociação pelo aparelho roubado foi de R$ 200.

Marcela de Souza Oliveira desapareceu no dia 27 de maio e seu corpo foi encontrado no último sábado (1º). De acordo com a polícia, Marcela reagiu ao assalto e foi executada com um tiro na nuca. Nilton, segundo a polícia, jogou o corpo da jovem em um rio da cidade. Moisés, então, ficou com o aparelho para negociá-lo.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *