SMART FIT - MONTES CLAROS

Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Minas Gerais » MG – Minas está em alerta por causa das doenças transmitidas pelo Aedes

MG – Minas está em alerta por causa das doenças transmitidas pelo Aedes

MG – Minas está em alerta por causa das doenças transmitidas pelo Aedes

Minas Gerais – Minas está em situação de alerta por causa do aumento no número de casos das doenças transmitidas pelo Aedes aegypt: dengue, chikungunya e zika. Em 2019, foram registrados 474.693 casos prováveis de dengue, que são aqueles confirmados mais os suspeitos. O número é o segundo maior desde 2010, perdendo apenas para o ano de 2016, quando foram registrados 517.830, índice que pode ser alcançado nos próximos meses, com a entrada do período chuvoso, entre setembro e outubro, época propícia para a proliferação do mosquito.  

MG – Minas está em alerta por causa das doenças transmitidas pelo Aedes

 

Quanto às mortes, são 132, sete a mais do que o levantamento anterior há 15 dias, que apresentou 125 casos. Os números e o alerta foram divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde, nesta segunda-feira (9).

As mortes foram confirmadas em 42 municípios, sendo que 127 óbitos permanecem em investigação. Das 132 mortes confirmadas, 79 (59,85%) eram do sexo feminino e 53 (40,15%) do sexo masculino. A taxa de letalidade é maior no grupo de faixa etária acima de 60 anos, o que corresponde a 50,76 % (67) do total de óbitos no Estado. Em relação aos idosos, o grupo mais acometido está na faixa acima de 80 anos.

Os locais onde foram registrados os óbitos são: Campos Gerais (1), Guaranésia (1), Belo Horizonte (23), Betim (18), Contagem (4), Ibirité (2), Jaboticatubas (1), Ribeirão das Neves (2), Arcos (2), Carmo do Cajuru (1), Divinópolis (1), Lagoa da Prata (1), Martinho Campos (2), Nova Serrana (1), Pitangui (1), São Gonçalo do Pará (2), João Monlevade (1), Ituiutaba (1), Juiz de Fora (12), Rio Novo (1), Passos (2), João Pinheiro (5), Patos de Minas (4), Rio Paranaíba (1), São Gotardo (2), Vazante (2), Curvelo (1), Pompéu (1), Sete Lagoas (1), Guarani (1), Frutal (2), Ibiá (1), Sacramento (1), Uberaba (2), Araguari (1), Estrela do Sul (1), Monte Carmelo (1), Patrocínio (2), Tupaciguara (1), Uberlândia (18), Paracatu (1), Unaí (2). São 127 óbitos em investigação para dengue.

Chikungunya e zika

Em relação à febre chikungunya, Minas registrou 2.632 casos prováveis da doença em 2019. Em 2019, até o momento, foi confirmado um óbito para a doença do município de Patos de Minas.

Já em relação à zika, foram registrados 834 casos prováveis da doença em 2019, até a data de atualização do boletim.

Aviso

  • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *