Matrículas Aberta - Escola Adventista

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Inicio » Esporte » Brasileirão » Brasileirão 2019 – Ruim para um, bom para o outro: cruzeirenses e atleticanos sentem gostos diferentes no 0 a 0

Brasileirão 2019 – Ruim para um, bom para o outro: cruzeirenses e atleticanos sentem gostos diferentes no 0 a 0

Brasileirão 2019 – Ruim para um, bom para o outro: cruzeirenses e atleticanos sentem gostos diferentes no 0 a 0

O empate sem gols no Mineirão, no clássico disputado neste domingo (10), foi encarado de maneiras distintas pelos jogadores de Cruzeiro, mandante, e Atlético, visitante no duelo da 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para os celestes, mesmo encarando o maior rival, não ter conseguido a vitória teve gosto amargo; para os alvinegros, que chegaram aos 40 pontos, um bom resultado.

Brasileirão 2019 - Ruim para um, bom para o outro: cruzeirenses e atleticanos sentem gostos diferentes no 0 a 0
Brasileirão 2019 – Ruim para um, bom para o outro: cruzeirenses e atleticanos sentem gostos diferentes no 0 a 0

 

Escolhido na TV Globo como o “Craque do Jogo”, o venezuelano Otero destacou a maior posse de bola da Raposa. Contudo, frisou também o bom trabalho defensivo realizado pelos companheiros.

“Acho que controlamos bem o jogo. Eles tiveram a posse de bola, mas conseguimos ter uma boa performance, principalmente na parte defensiva e saimos com um bom resultado em um modo geral”, destacou o “homem bomba” do Galo em entrevista à emissora.

Companheiro do gringo, o lateral-esquerdo Fábio Santos ratificou a felicidade com o empate no Gigante da Pampulha. Segundo ele, chegar aos 40 pontos, seguir a cinco do rival e estar mais perto ainda de se livrar totalmente do risco de queda, foram os principais motivos para comemorar.

Cruzeiro lamenta

Do lado celeste, o discurso foi diferente. Para o atacante Fred, que teve duas boas chances de abrir o marcador, os dois pontos perdidos neste fim de semana farão falta; apesar de classificar como “justo” o 0 a 0. Seguir lutando para se afastar de Botafogo, Fluminense e companhia, é obrigação para a equipe.

“Nós tivemos muito volume no primeiro tempo, mas não convertemos em gol. Mas no geral, o jogo foi equilibrado e o resultado foi justo”, opinou o camisa 9 da Raposa.

Corroborando com o pensamento do atacante, o volante Henrique acredita que, por não ter sido um jogo de grandes oportunidades criadas, o resultado foi o mais esperado. O capitão, porém, lamenta mais um empate da equipe como mandante na competição mais importante do país.

Na próxima, o Cruzeiro terá pela frente o Avaí, lanterna da competição mais importante do país.  O duelo, marcado para segunda-feira (18), acontecerá às 20h, no Mineirão. O Atlético, por sua vez, entra em campo dois dias antes e enfrenta o Fluminense, no Maracanã.

 

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *