Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Em reunião na Unimontes, representantes da região assumem interesse em unificar pauta para o Fórum “Minas Pela Ciência”

Norte de Minas – Em reunião na Unimontes, representantes da região assumem interesse em unificar pauta para o Fórum “Minas Pela Ciência”

Norte de Minas – Em reunião na Unimontes, representantes da região assumem interesse em unificar pauta para o Fórum “Minas Pela Ciência”

Norte de Minas – A comunidade científica e os representantes da sociedade civil pretendem apresentar uma pauta unificada como sugestões do Norte de Minas no processo de elaboração do Plano Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. O acordo neste sentido foi alinhado na tarde da última sexta-feira (6/3), durante a reunião preparatória realizada no Salão de Conselhos, da Unimontes, para o fórum técnico “Minas Gerais pela Ciência – Por um Desenvolvimento Inclusivo e Sustentável”. Participaram cerca de 60 pessoas de 37 segmentos da região.

Norte de Minas - Em reunião na Unimontes, representantes da região assumem interesse em unificar pauta para o Fórum “Minas Pela Ciência”
Norte de Minas – Em reunião na Unimontes, representantes da região assumem interesse em unificar pauta para o Fórum “Minas Pela Ciência”

 

Realizado pela Assembleia Legislativa de Minas gerais (ALMG), o Fórum Técnico acontecerá no próximo dia 16/3, a partir das 8 horas. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas on-line (http://bit.do/Forum_moc). Além do Norte de Minas, serão mais oito eventos regionais até a realização do encontro estadual, em maio, em Belo Horizonte. O objetivo é discutir e levantar demandas e subsídios para a elaboração da Lei Estadual de Inovação.

O encontro prévio foi organizado conjuntamente pela Unimontes, Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais (ICA/UFMG), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Instituto Federal do Norte de Minas e regional mineira da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

ESTRATÉGIA

“É muito importante mostrar como a ciência e a tecnologia estão além da academia e precisam do envolvimento da sociedade para ter o reconhecimento estratégico em termos de investimentos, estrutura, reconhecimento profissional e desenvolvimento econômico e sustentável”, disse a vice-reitora da Unimontes, professora Ilva Ruas de Abreu, ao final da reunião preparatória, como agradecimento pela expressiva representatividade.

O professor Luciano Mendes de Faria Filho, da Faculdade de Educação da UFMG e secretário regional da SBPC para Minas Gerais, fez a condução dos trabalhos. Apresentou um breve resumo de como funciona a dinâmica do fórum e de sua importância estratégica para o Norte de Minas. “Dos nove eventos, somente dois acontecerão na porção Norte do Estado. É preciso aumentar esta representatividade e, com o fórum técnico, temos a oportunidade de adensar a discussão e associar os projetos regionais a um plano estadual de desenvolvimento específico para a ciência e tecnologia”, explicou.

Segundo Luciano, no Fórum Técnico de Montes Claros serão definidos 20 delegados para representar o Norte de Minas no fechamento estadual, nos dias 30 e 31 de maio, na sede da ALMG. A proposição do fórum é da presidente da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, deputada Beatriz Cerqueira.

Representante da Associação dos Engenheiros Agrônomos do Norte de Minas (AGRO-NM), Rafael Sá sugeriu que o evento regional tenha, dentre outras prioridades, uma discussão específica de como a ciência pode ser aplicada na convivência com a escassez hídrica. “Temos esta problemática como limitante da produção, praticamente em todos os segmentos”. Professor do ICA/UFMG, Paulo Sérgio Lopes alertou sobre a importância para que as abordagens sejam elaboradas em afinidade aos eixos temáticos propostos pela ALMG.

Secretário-executivo da Fundação de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e Inovação do Norte Minas (Fundetec), Haroldo de Moraes Lopes defende a maior visibilidade e participação do Ecossistema de Inovação já existente no Norte de Minas (grupo formado por várias instituições para desenvolvimento e visibilidade dos projetos de inovação). Já José Carlos Fialho de Resende, pesquisador da Epamig, entende que as temáticas específicas sobre sustentabilidade sejam prioritárias nas demandas regionais.

PROGRAMAÇÃO – DIA 16 DE MARÇO

Auditório do prédio 6 – campus da Unimontes (manhã)

Auditório do prédio 2 – campus da Unimontes (tarde)

8h – Credenciamento

9h – Abertura

9h45 – Palestra de contextualização: professora Sara Antunes de Souza, coordenadora do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT/Unimontes)

10h30 – Apresentação da metodologia dos Grupos de Trabalho

10h45 – Formação dos Grupos de Trabalho

Grupo 1

Subeixo 1: Estrutura da Política de Ciência, Tecnologia e Inovação no Estado de Minas Gerais

Subeixo 4: Cidades Inteligentes, Sustentáveis e Criativas

Grupo 2

Subeixo 2: Políticas Públicas para o Desenvolvimento Social

Subeixo 3: Biomas e Bioeconomia, Água, Energia, Mineração, Agropecuária e Agricultura Familiar

12h30 – Intervalo

14h – Continuação dos Grupos de Trabalho

18h – Encerramento

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *