Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

MG – Metade das cidades mineiras reabre comércio e Governo apresenta protocolo para padronizar ações

MG – Metade das cidades mineiras reabre comércio e Governo apresenta protocolo para padronizar ações

MG – “Não fizemos nada aleatoriamente, nada através de achismos. Foi tudo feito considerando as estatísticas”, afirmou o governador Romeu Zema durante coletiva realizada no início da tarde desta quinta-feira (23), para anunciar oficialmente o programa Minas Consciente. Trata-se de um protocolo com uma série de recomendações para prefeituras mineiras que querem reabrir o comércio. Segundo Zema, mais da metade dos 853 municípios mineiros já decretaram algum tipo de flexibilização nas regras de isolamento social. 

Obrigatoriedade do uso de máscaras é uma das recomendações
Obrigatoriedade do uso de máscaras é uma das recomendações

De acordo com o governador, é possível fazer um planejamento consciente para a reabertura do comércio porque Minas é o quarto Estado com melhor desempenho em número de infectados por Covid-19 a cada 100 mil habitantes (atrás de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins). Minas tem 1.308 casos confirmados da doença em 130 cidades e 51 mortes. Conforme o governador, menos de 15% dos testes feitos para o novo coronavírus no Estado deram resultados negativos.

O governador afirmou ainda que não se trata de um afrouxamento do isolamento social, fundamental na contenção da pandemia. A intenção do programa é nortear os municípios para que a reativação econômica aconteça de maneira controlada e transparente. Os prefeitos não são obrigados a aderir às orientações do programa, pois têm autonomia sobre o funcionamento do comércio, mas se fizerem, estarão contribuindo para um melhor controle no combate à epidemia.

“Mais da metade dos municípios de Minas já tiveram as atividades reestabelecidas de alguma maneira, porque essa decisão foi tomada pelos prefeitos e não por mim, governador. Tomaram essa decisão porque não tinham casos ou óbitos em seus municípios e se sentiram seguros. Nesse momento, queremos dar mais segurança ao processo que já acontecia na maior parte das cidades mineiras”, disse Zema.

Vários municípios pequenos permitiram algum tipo de flexibilização sem impor regras importantes para conter o avanço do novo coronavírus, segundo o governador, e o protocolo permitirá que essas prefeituras possam ter acesso e aderir a recomendações que minimizam a possibilidade de propagação da doença.

O protocolo, que será enviado às prefeituras na semana que vem, foi desenvolvido pelas secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Saúde. Ele apresenta quatro ondas gradativas, prevendo a reabertura dos setores do comércio aos poucos, conforme o impacto de cada um na economia e se é uma área que provoca aglomerações de pessoas, seja de funcionários ou clientes.

Monitoramento

De acordo com o secretário de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, um alinhamento de ações entre os municípios permitirá um melhor monitoramento dos casos de maneira regionalizada. “Temos um melhor controle sobre a situação e isso nos permite fazer as orientações para os prefeitos. Isso não pode acontecer de maneira aleatória”, explicou.

Mas para que o número de casos da doença continue abaixo das estimativas, os cidadãos mineiros terão de continuar fazendo a sua contribuição, com isolamento social, uso de máscaras e higienização das mãos, segundo o secretário. “Minas conseguiu controlar a situação porque houve uma grande adesão (ao isolamento social) por parte dos mineiros”, disse Amaral.

O secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico Fernando Passalio de Avelar informou que o programa Minas Consciente não apenas apresentará diretrizes às prefeituras, como também aos empresários, os colaboradores e os consumidores. Para cada setor de comércio, haverá uma série de recomendações específicas sobre higiene e atendimento, por exemplo.

Segundo ele, o comércio será reaberto aos poucos, de maneira gradual, para que possa haver um monitoramento seguro das demandas de saúde. Caso em uma determinada região a abertura de lojas esteja acompanhada de um aumento no número de casos da doença, a reativação do comércio poderá ser revisto. “Os prefeitos que aderirem às medidas do programa Minas Consciente terão acesso a um acompanhamento do impacto”, disse.

Volta às aulas

Questionado se há algum plano para a volta às aulas no Estado, Zema informou que não essa previsão. Durante a coletiva, ele chamou de “descabida” a liminar, conquistada pelo Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Estado de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), para suspender o retorno ao trabalho dos servidores da educação, mesmo que de forma remota.

Para o governador, seria possível os profissionais da educação exercerem seu trabalho por teleaula. “Recorremos da decisão e esperamos conseguir retomar as aulas não presenciais, com uso de internet, TV e para o aluno que possa pegar o material na escola. Queremos que os alunos sejam menos afetados possível”, afirmou Zema. O governo planejou a apresentação de teleaulas por meio da Rede Minas, mas a emissora só atinge 23% dos municípios mineiros.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Um comentário

  1. A escola adventista tem uma educação diferenciada é muito além do ensino. Amo a escola adventista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *