Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Montes Claros – Pandemia também é momento de cuidar dos mais vulneráveis

Montes Claros – Pandemia também é momento de cuidar dos mais vulneráveis

Montes Claros – Montes Claros está enfrentando, talvez, o maior desafio de sua história: a pandemia do novo coronavírus, que obriga o poder público e a sociedade a se mobilizarem com o objetivo de impedir a propagação da doença e preservar vidas. Um dos muitos aspectos que precisam ser considerados nesse desafio reside na população em situação de rua, já naturalmente exposta e vulnerável a problemas de saúde que surgem em consequência de sua delicada situação social.

Montes Claros - Pandemia também é momento de cuidar dos mais vulneráveis
Montes Claros – Pandemia também é momento de cuidar dos mais vulneráveis

Foi pensando nesses casos que a Prefeitura criou o Plano Municipal de Contingência Emergencial Intersetorial às Pessoas em Situação de Rua. O plano envolve ações conjuntas praticadas por diversas secretarias municipais, com o objetivo de oferecer proteção a essa parcela da população.

No dia 7 de maio, a Prefeitura realizou uma grande ação social junto aos moradores em situação de rua que frequentam a Praça Doutor Chaves (Praça da Matriz). As atividades foram realizadas através de articulação entre a Prefeitura, o Ministério Público e o Comitê de Pessoas em Situação de Rua. Os trabalhos contaram com equipes da Abordagem Social da Prefeitura, que ofertaram, para os moradores de rua, diversos serviços de reinserção social desenvolvidos pelo Município. Os que demonstraram interesse foram encaminhados para o Abrigo Institucional, que oferece pernoite para essa parcela da população, entre outros serviços.

Todo o trabalho foi acompanhado por agentes da Guarda Municipal, que estiveram no local para garantir a segurança dos servidores e moradores de rua. Segundo Anderson Chaves, secretário municipal de Defesa Social (pasta responsável pela Guarda Municipal), todos os agentes são treinados e orientados para agir com o máximo de respeito com todos, inclusive pessoas em situação de rua. Ele explica que o serviço realizado pelos guardas municipais conta com o reconhecimento das pessoas em situação de rua, sendo prova disso uma carta recebida pela Guarda e escrita por um dos abrigados no Abrigo Institucional, Adriano. “Agradeço a Ele (Deus) por vocês existirem e, com a proteção Dele, ter a honra de nos proteger com toda (…) educação”, diz um dos trechos da missiva.

ABORDAGEM SOCIAL – A equipe do Serviço Especializado em Abordagem Social da Prefeitura iniciou um trabalho específico, desde o início da pandemia, entregando máscaras faciais para a população em situação de rua, além de conscientizar essas pessoas sobre a necessidade de se prevenir contra o novo coronavírus, evitando, por exemplo, compartilhar objetos de uso pessoal.

GINÁSIO ANA LOPES – A Prefeitura transformou o Ginásio Ana Lopes, no Parque Municipal, em um espaço para receber pessoas em situação de rua com sintomas da COVID-19, com o objetivo de evitar a disseminação do vírus.

CENTRO POP – Montes Claros conta com o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop), localizado no bairro Canelas, que faz o acolhimento de pessoas em situação de rua durante o dia. No centro, são oferecidas quatro refeições diárias, atendimento psicológico, análise da situação socioassistencial e outros serviços. O local disponibiliza espaço para que essas pessoas possam fazer sua higiene pessoal e conta com equipe multidisciplinar completa (psicólogos, assistente social, educador/cuidador e oficineira). No espaço também são realizados atendimentos médicos, em parceria com o programa Consultório na Rua. O Centro POP atende, em média, 50 pessoas por dia.

ABRIGO INSTITUCIONAL – Foi inaugurado recentemente em Montes Claros o Abrigo Institucional para Pessoas em Situação de Rua “Sagrado Coração de Jesus”, construído no bairro Vila Oliveira. O local oferece pernoite e dignidade para essa parcela da população. Com estrutura para atender 50 pessoas, o abrigo disponibiliza acolhimento tanto para homens quanto para mulheres. Todos podem tomar banho no local e recebem quatro refeições diárias, atendimento psicológico e análise da situação socioassistencial, além de encaminhamento para o Banco de Oportunidades, para posterior ingresso no mercado de trabalho.

Um dos abrigados no local é Carlos André, 37 anos, natural de Pirapora, e que estava já há 10 anos perambulando pelas ruas de diversas cidades. “Mas aqui no Abrigo eu encontrei o alicerce que estava precisando e esperando. É um grande suporte e uma nova oportunidade que a vida está me oferecendo. Se eu estivesse pelas ruas pode ter certeza de que estaria embriagado, mas aqui dentro encontrei força para desenvolver minha mudança”, afirma. Carlos ensina aos outros moradores a arte e a técnica do crochê. Jéferson Lucas, de 24 anos, enfatiza que “o abrigo é uma oportunidade que estamos tendo para recomeçar nossa vida”.

CONSULTÓRIO NA RUA – Outro importante serviço oferecido pelo Município é o Consultório na Rua, que aborda e oferece serviços de Saúde para as pessoas em situação de rua. A equipe do Consultório na Rua, formada por médico, enfermeira, técnico de Enfermagem, agentes sociais, psicóloga e assistente social, realiza cerca de 500 atendimentos por mês, dos tipos mais diversos, como fornecimento de medicação controlada, aplicação de anticoncepcionais e antipsicóticos, curativos e ainda acompanhamento específico para pessoas com diabetes e hipertensão, tuberculose, hanseníase, HIV, sífilis, pré-natal, dentre outros. No início da Campanha de Vacinação contra a Gripe, em março desse ano, o Consultório na Rua imunizou cerca de 100 pessoas em situação de rua para a Influenza (H1N1) em uma ação preventiva, para evitar que elas desenvolvam doenças respiratórias e assim acabem colaborando para a sobrecarga do sistema municipal de saúde. A equipe também mantém a entrega de máscaras faciais e kits de higiene pessoal, além de disponibilizar local para banho e fazer encaminhamentos para a aquisição de documentos pessoais e inserção nos benefícios sociais.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *