Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Brasileirão – Galo perde para o Santos na Vila Belmiro

Brasileirão – Galo perde para o Santos na Vila Belmiro

A palavra desta quarta (9) no Atlético foi ‘goleiro’. No dia em que Everson chegou a Belo Horizonte para assinar com o clube, Rafael foi expulso e Victor falhou na Vila Belmiro. O Galo perdeu por 3 a 1 para o Santos, fora de casa, em jogo recheado de ingredientes pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, e viu escapar a chance de chegar à liderança da competição. Arthur Gomes, Marinho (2x) e Alan Franco marcaram.

Brasileirão - Galo perde para o Santos na Vila Belmiro
Brasileirão – Galo perde para o Santos na Vila Belmiro Foto: Marco Silva/Folhapress

Vale mencionar que o time de Jorge Sampaoli ficou com um atleta a menos ainda aos 15 minutos do primeiro tempo. Com o resultado, o Atlético caiu uma posição no Brasileiro e é o quarto colocado. O Peixe, por sua vez, subiu para a sexta posição e tem 14 pontos. O próximo adversário do Atlético será o Red Bull Bragantino, sem Sampaoli à beira de campo. O técnico recebeu o terceiro amarelo na Vila.

Expulsão, chances e falhas

Em sua passagem pelo Santos, o técnico Jorge Sampaoli sempre deixou clara a preferência pela Vila Belmiro em relação ao Pacaembu. O desejo do argentino era pela ideia de pertencimento do clube à cidade homônima, onde ele se sentia em casa. De volta ao estádio, mas no comando do Atlético, o argentino parecia estar muito à vontade.

O nome dos primeiros 15 minutos do jogo foi João Paulo. O goleiro do Santos emendou grandes defesas em finalizações perigosas do Galo, que começou a partida na Vila com muito mais volume. Aos 15, porém, o nome do jogo passou a ser o goleiro da outra meta. Rafael saiu do gol e cometeu falta em Marinho, que vinha em contra-ataque. Expulso com vermelho direto, o arqueiro do Galo deixou o time com um a menos.

Sacrificado por Sampaoli, Marrony foi substituído por Victor. Sem atuar há seis meses, o goleiro não teve nem tempo de respirar e acabou levando gol aos 21 com uma bola que passou por baixo de suas pernas. Se fosse possível resumir o dia do Galo em uma palavra, ‘goleiro’ seria uma forte candidata. Além da expulsão e da falha no jogo, Everson desembarcou em BH nesta quarta para assinar com o Atlético.

Nome da reação do Galo sobre o São Paulo, há duas rodadas, Alan Franco voltou a dar uma sobrevida ao Atlético em meio ao cenário adverso. O meia tocou na saída de João Paulo para deixar tudo igual, mas por pouco tempo. Depois de ver sua tentativa interrompida pela falta de Rafael, Marinho conseguiu converter e voltou a colocar o time santista à frente. O primeiro tempo terminou quente.

Tempo morno em campo, mas quente fora dele

A sintonia de Sampaoli com a Vila Belmiro no início do jogo deu lugar a uma inquietude na retomada da partida para o segundo tempo. O argentino não conseguir trazer para a etapa final a mesma equipe corajosa que foi para o intervalo. Depois de um tempo intenso, o Galo ponderou o ritmo, tendo um jogador a menos em campo.

Com uma postura menos ofensiva do que comumente apresenta, o Atlético também não sofria com o Santos. O Peixe ia ‘cozinhando’ o Galo na partida e segurando o resultado favorável. Quente mesmo ficou à beira de campo. Em confusão entre os integrantes das comissões técnicas, o preparador físico Pablo Fernandez, do Atlético, foi expulso, mesmo destino do preparador de goleiros do Santos, Arzul.

Mesmo com um jogador a menos durante a maior parte do jogo, o Atlético terminou a partida com mais finalizações. Foram 16 a 7 para o Galo, punido pelas circunstâncias. Mais eficiente dentro do cenário do jogo, o Santos deixou o campo com uma vitória sobre o time de seu ex-técnico. O Peixe teve, ainda, dois gols anulados pelo VAR por impedimento. O árbitro de vídeo alertou para um pênalti no fim da partida para os donos da casa convertido por Marinho.

SANTOS 3×1 ATLÉTICO

Motivo: 9ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 9 de setembro
Local: Vila Belmiro, em Santos
Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães, auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Thiago Henrique Neto Correa Farinha. VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga.

Santos: João Paulo; Madson (Derick), Jobson, Alex (Waner) e Felipe Jonatan; Diego Pituca, Carlos Sanchez (Ivonei) e Arthur Gomes; Marinho, Lucas Braga e Soteldo.
Técnico: Cuca

Atlético: Rafael; Mariano, Igor Rabello, Júnior Alonso e Arana; Jair (Marquinhos), Allan (Hyoran) e Alan Franco; Savarino (Keno), Eduardo Sasha e Marrony.
Técnico: Jorge Sampaoli

Gols: Arthur Gomes (21′ 1T), Marinho (39′ 1T e 54′ 2T) e Alan Franco (34′ 1T).

Cartões amarelos: Felipe Jonatan (SAN); Jorge Sampaoli, Jair e Keno (CAM).

Cartões vermelhos: Arzul (preparador de goleiros) (SAN); Rafael e Pablo Fernández (preparador físico) (CAM).