Empréstimo Consignado para aposentados, pensionistas do INSS

Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

Protetor solar X espinhas: tire suas principais dúvidas

Protetor solar X espinhas: tire suas principais dúvidas

Ao contrário do que muita gente imagina, usar protetor solar não implica, necessariamente, em aumento da oleosidade

Com a Black Friday chegando, muita gente adquire itens necessários. Há uma boa parcela de consumidores que aproveita para comprar cosméticos em promoção, por exemplo. Um deles é o protetor solar facial, produto que deveria ser de uso obrigatório para todos, independente de sexo, cor, tipo de pele e idade, já que protege a derme, inibindo o aparecimento de manchas e até o câncer.

No entanto, tem quem desista de usar o protetor solar por ter uma pele oleosa e acneica, com a clássica desculpa de que esse produto piora essas condições. Por isso, elencamos algumas dúvidas comuns relacionadas ao uso do fotoprotetor com as temíveis espinhas.

Inclusive, existem produtos que têm uma dupla função: proteger a pele da radiação solar e reduzir a oleosidade, consequentemente, inibindo o aparecimento de espinhas.

Protetor solar: uso diário

É preciso deixar bem claro que o uso do protetor solar deve ser diário para todos os tipos de pele. Sua função principal é proteger a parte mais externa do órgão da ação nociva dos raios ultravioletas (UV), gerados pelo Sol.

A adoção desse hábito é fundamental não só para quem deseja ter uma pele mais bonita e uniforme, mas, principalmente, saudável. Isso porque o excesso de radiação UV está diretamente relacionado aos casos de câncer de pele.

Para ter uma noção, essa doença corresponde a 33% de todos os diagnósticos no Brasil. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), são registrados, anualmente, uma média de 180 mil novos casos da enfermidade.

Além do câncer de pele, que é o problema mais grave, existem outros comprometimentos gerados pelo excesso de contato com a radiação solar, como a flacidez, assim como o aparecimento de manchas e rugas.

Portanto, a recomendação da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) é usar um produto com fator de proteção solar (FPS) de, no mínimo, 30, todos os dias, independente de estar calor ou frio, ensolarado ou nublado.

Protetor solar: pele acneica

Agora, você pode estar se perguntando: e quem tem a pele acneica? Usar protetor pode piorar a situação? A resposta é: depende. Existem produtos que podem, sim, colaborar para o aparecimento de cravos e espinhas. Este é o caso daqueles que possuem textura cremosa ou mais grossa.

Contudo, isso não quer dizer que não existam produtos que consigam resolver os dois problemas. O mais indicado para a pele acneica são os protetores com baixo nível de óleo na composição, chamados de oil-free, textura em gel e fluidos.

Também há protetores específicos para pele acneica, com um efeito matizante, ou os que absorvem o excesso de oleosidade, sem perder a eficácia no que tange a proteção solar.

Outro detalhe importante é que quem faz tratamento para pele acneica tende a ter mais sensibilidade, já que muitos exigem o uso de ácidos, ou manchas, em razão das espinhas. Nesse sentido, a proteção solar se faz ainda mais importante por impedir a piora do quadro.

Protetor não causa acne

Nenhum protetor solar tem o poder de gerar novas acnes, principalmente, em quem não tem propensão a isso. O aparecimento de espinhas está relacionado às questões de produção excessiva das glândulas sebáceas e ao entupimento dos poros, mas não com o produto por si só.

Exposição ao sol não seca acne

Quando você se expõe sem a devida proteção, pode ser que sinta uma falsa sensação de que as acnes “secaram”. Na verdade, o que acontece é um ressecamento maior da pele, gerando essa falsa impressão que, além de tudo, é momentânea.

Os raios UV diminuem a chamada imunidade cutânea e, posteriormente, podem provocar uma reação reversa, ou seja, um verdadeiro efeito rebote, aumentando a produção de sebo para compensar a perda, piorando, assim, o quadro acneico.

Consulta ao dermatologista

Em resumo, o mais indicado é buscar a orientação do seu dermatologista. É ele que poderá te indicar os melhores produtos para o tratamento das acnes, bem como o protetor solar mais adequado para o seu tipo de pele.

Quer saber as notícias do Jornal Montes Claros em primeira mão? Siga-nos no Facebook @jornamoc, Twitter @jornalmoc e Instagram @jornalmoc.