Últimas Notícias

6 dicas para lavar roupas de cama

Peças devem ser trocadas com frequência e alguns cuidados ajudam a garantir a durabilidade delas e o nosso conforto.

6 dicas para lavar roupas de cama

Nada mais gostoso do que deitar em uma cama com lençóis recém-trocados e limpinhos. Mesmo assim, nem todo mundo se dá ao trabalho de mudar a roupa de cama com a frequência indicada, pelo menos uma vez por semana.

Será que precisa de tudo isso mesmo? Passamos cerca de um terço das nossas vidas dormindo. Isso sem falar de assistir séries, ler e até mesmo tomar café da manhã na cama. Por isso, a troca com frequência é sim necessária, mas a boa notícia é que você pode lavar de forma prática, na sua própria casa.

Uma higienização correta das roupas de cama deixa o seu lugar de descanso livre de ácaros, bactérias, pelos de animais e do excesso de oleosidade que sai da sua própria pele. Além disso, ajuda a manter os seus jogos de lençóis e fronhas bem conservados e com uma boa aparência.

No entanto, alguns cuidados são mais que bem-vindos na hora da lavagem. Confira algumas dicas.

Confira a etiqueta

Muita gente despreza as informações da etiqueta das roupas, mas elas estão lá por um motivo: garantir mais durabilidade para a peça. Antes de lavar o seu lençol, cheque as recomendações dadas pelo fabricante.

Algumas peças não devem ir à máquina e outras precisam ser lavadas a seco. O ideal, inclusive, é fazer isso antes de comprar, para evitar adquirir roupas de cama que sejam difíceis de lavar.

Sacuda antes

Sacudir os lençóis e fronhas antes de colocar as peças na máquina ajuda a otimizar a lavagem. Assim você retira o excesso de pelos, cabelo e poeira antes, evitando que toda essa sujeira seja batida junto da roupa de cama.

O hábito também ajuda na conservação da sua máquina de lavar, minimizando a sujeira que vai para os filtros do eletrodoméstico.

Cuide das manchas

O ideal é tentar remover as manchas assim que elas acontecerem, limpando aquele pedaço da peça imediatamente após derramar alguma coisa nela, por exemplo. No entanto, se isso não foi feito, é recomendável fazer uma pré-lavagem com essas peças, com um produto específico tira-manchas, por exemplo.

Lave separado

Assim como qualquer roupa, é preciso prestar atenção nas cores das peças de cama para evitar as temidas manchas. Os brancos, por exemplo, devem ser lavados separadamente — junto com outras roupas brancas, por exemplo. O mesmo vale para as pretas e peças mais escuras, que podem encher de plumas.

Além das cores, também é interessante separar as peças por composição do tecido. As 100% algodão, por exemplo, devem ser lavadas separadas daquelas feitas de fibras, como o poliéster.

Também não é recomendado lavar os lençóis e fronhas junto de cobertores e toalhas de banho. Muita gente tem esse hábito e os próprios ciclos de algumas lavadoras sugerem que isso seja feito, mas isso pode estragar os lençóis.

Evite os excessos

Essa dica vale tanto para o excesso de roupas na máquina quanto para o excesso de produtos de limpeza utilizados na lavagem. Os dois hábitos podem ser nocivos tanto para as roupas quanto para a máquina.

Um erro comum é exagerar no amaciante para deixar a roupa mais cheirosa. Quem nunca? O problema é que isso também pode diminuir a vida útil da peça.

Fique atento à temperatura

Excesso de temperatura na hora da lavagem ou da secagem pode danificar a roupa de cama e até fazer com que ela encolha. Por isso, fique atento às recomendações da etiqueta e, na dúvida, lave com água em temperatura ambiente.

Sempre que possível, prefira secar as peças da forma tradicional, no varal e em ambiente arejado. Além de melhor para a durabilidade da roupa de cama, você economiza energia.