Últimas Notícias

Dicas essenciais para a revisão de conteúdo na internet

A revisão de conteúdo é um processo indispensável para quem trabalha com marketing digital. Isso porque as melhores estratégias de divulgação estão centradas na produção de materiais informativos, por meio de blogs, e-mails, redes sociais e outras plataformas.

Dicas essenciais para a revisão de conteúdo na internet
KIENGCAN

No entanto, é fundamental revisar todo o conteúdo antes de colocá-lo no ar. Afinal de contas, ter artigos com muitos erros gramaticais e mal formulados pode ser um verdadeiro “tiro no pé” para as marcas, prejudicando a reputação das empresas no mercado.

Pense bem: você vai querer contratar uma empresa de segurança do trabalho que tem um site mal formulado, com péssimos textos, erros gramaticais grotescos e informação de má qualidade? Provavelmente não.

Ou seja, os conteúdos não revisados podem comprometer a credibilidade do seu negócio.

Por isso, o artigo de hoje quer te ajudar a melhorar ainda mais sua estratégia de marketing digital, trazendo algumas dicas essenciais para a revisão de conteúdo na internet. Acompanhe a leitura!

1 – Leia letra por letra

Mesmo quem domina bem a gramática e o vocabulário pode deixar passar alguns erros. Muitas vezes, isso não é intencional, pode acontecer por erro de digitação, ou simplesmente por pressa na hora de produzir o conteúdo.

Sendo assim, na hora da revisão, é importante ler letra por letra, para não deixar passar nada – como letras trocadas, ou a falta de uma acentuação gráfica.

Essa é uma técnica indispensável para qualquer revisor, uma vez que em nossa leitura “normal”, costumamos pular de uma palavra para a outra, assim que as identificamos conscientemente. É por conta desse atalho de leitura que deixamos passar muitos erros.

Na internet, essa atenção deve ser redobrada, já que estamos lidando com muitos leitores atentos, ao mesmo tempo.

Sendo assim, é bem provável que na produção de um conteúdo sobre concreto aerado, se você escrever “areado”, alguém vai acabar percebendo.

2 – Não confie só nos corretores automáticos

Com tantas tecnologias disponíveis para a produção de conteúdo, muitas pessoas acabam confiando cegamente nos corretores automáticos disponíveis nos editores de texto.

De fato, eles ajudam muito – principalmente, quando estamos tratando de erros de digitação. Os corretores identificam os termos incorretos rapidamente e logo avisam os escritores.

Por exemplo, ao escrever clinica de acupuntura, o redator pode se confundir e escrever ‘acunpuntura’ e, por algum erro de sistema, o corretor automático pode não perceber a falha. Afinal, até mesmo essa tecnologia pode contar com pequenas falhas. 

Quando isso acontece, só a boa e velha gramática, em conjunto com o vocabulário, pode te ajudar a perceber o erro e, claro, arrumar.

3 – Amplie o texto para ler melhor

Pode parecer bobeira, mas se você ampliar o texto que precisa revisar, com certeza o seu trabalho será muito mais fácil e preciso.

Às vezes, só conseguimos identificar alguma inconsistência textual, como a falta de uma vírgula, o itálico colocado fora do lugar, entre outros problemas, quando vemos os caracteres bem de perto, em proporção expandida.

Ou seja, quanto mais ampliado estiver o texto, mais fácil e assertiva é a sua revisão. Então, não tenha medo de usar a famosa “lupa” para ver os textos!

4 – Tenha um dicionário por perto

Essa dica é válida para todo o tipo de revisão de conteúdo, inclusive para textos que não são feitos para a internet.

O dicionário é o melhor amigo de um bom revisor, ainda mais quando é preciso avaliar conteúdos de um assunto pouco conhecido.

Por exemplo, você pode ter que revisar um artigo sobre AVCB obras, com inúmeros termos técnicos. Portanto, a presença do dicionário é essencial na hora de confirmar a grafia das palavras e se elas fazem sentido no contexto.

Além disso, não se limite apenas ao significado das palavras. Lembre-se que os verbos possuem diferentes padrões de uso, alguns exigem preposições e complementos, enquanto outros não.

Dessa forma, você saberá se a frase realmente está com a gramática correta.

5 – Tenha conhecimento de SEO

O SEO (Search Engine Optimization), ou otimização para os mecanismos de busca, é uma estratégia muito utilizada na produção de conteúdo para a internet. Afinal de contas, é por meio dela que se pode alcançar uma boa classificação no Google.

Por esse motivo, muitos artigos de blogs, como um texto sobre coaching de carreira, são escritos de acordo com as regras do SEO. Portanto, os revisores precisam ter conhecimento da estratégia para avaliar a qualidade do material.

Aqui, vale um adendo: a estratégia de SEO tem como foco o uso de palavras-chave específicas. Por vezes, podemos nos deparar com termos escritos de modo incorreto, sem acento ou com uma grafia diferente, isso porque é dessa forma que o assunto é pesquisado no Google.

Quando isso acontecer, o revisor precisa conhecer as palavras-chave, porque a grafia “errada” deve ser mantida. Portanto, peça o planejamento dos termos, antes de começar a revisão, para não prejudicar o SEO.

Além disso, o revisor precisa conferir:

  • O contexto em que as palavras-chave foram empregadas;
  • O sentido e o significado das terminologias;
  • Os destaques dados às palavras-chave;
  • A presença de link building no artigo.

O último item se refere aos hiperlinks e menções no seu texto.

Por exemplo, um artigo sobre ERP para pequenas empresas pode usar um hiperlink para testar o software. Neste caso, é trabalho do revisor testar se a URL está realmente correta e se o link está funcionando.

Hiperlinks quebrados tendem a prejudicar a otimização e, consequentemente, a classificação do conteúdo no Google.

6 – Verifique se não há plágio

O revisor deve ter muita atenção ao conteúdo do texto, que não pode ser plagiado. Afinal de contas, essa prática é considerada um crime, devido à violação do direito autoral.

Além disso, o plágio também prejudica o SEO, uma vez que o Google identifica os materiais repetidos e abaixa a classificação do seu conteúdo.

Sabemos que a internet é um mar de informações e mesmo na produção de um texto específico sobre estruturas metálicas, por exemplo, você pode achar muitos conteúdos parecidos. Mas é importante manter a originalidade.

Para verificar o plágio, o revisor pode contar com várias ferramentas automáticas, que fazem uma varredura em todo o conteúdo e destacam os trechos copiados.

Claro que você pode se inspirar em outros conteúdos produzidos, mas isso não significa copiar exatamente o que o outro texto diz.

Uma dica é pensar nas informações que ainda faltam para complementar o texto e o tema em questão. Dessa forma, você terá um conteúdo ainda mais rico e útil para o público.

Como consequência, o seu artigo será ainda mais relevante (para a audiência e para os mecanismos de busca).

7 – Verifique a veracidade das informações

É importante que os textos produzidos para a internet compartilhem informações verídicas, ainda mais com o boom das chamadas fake news (notícias falsas) que vimos nos últimos anos, principalmente nas redes sociais.

Por esse motivo, é importante que o revisor de conteúdo verifique a veracidade das informações. Por vezes, o compartilhamento incorreto de um dado sobre empresas de contabilidade pode comprometer todo o seu material.

Há várias formas de checar a veracidade das informações, por exemplo, consultar sites de notícias confiáveis ou ir até os órgãos oficiais.

Vale dizer que é importante orientar bem o produtor de conteúdo quanto ao risco de compartilhamento de informações falsas. Inclusive, isso pode gerar penalidades jurídicas, que podem comprometer não só o escritor, mas toda a empresa que ele representa.

8 – Leia o texto em voz alta

Por fim, uma maneira de fazer uma revisão completa do conteúdo é por meio da leitura em voz alta do texto. Isso pode ser feito tanto por um revisor quanto pelo próprio produtor de conteúdo, que também terá uma percepção mais detalhada do material.

A leitura em voz alta também ajuda a perceber se a construção do texto foi bem realizada, já que os conteúdos na internet precisam de mais fluidez, em comparação aos canais offline. Por isso, identificar a dinâmica do artigo também é importante.

Conclusão

A revisão do conteúdo na internet é uma das principais etapas para o compartilhamento eficaz de materiais, sendo parte do planejamento de marketing digital.

Tanto que, em grande parte das agências, os textos devem ser revisados pelo próprio produtor, mas também por uma terceira pessoa, que não está com a “leitura viciada”.

O artigo de hoje buscou trazer algumas dicas válidas para quem deseja revisar o conteúdo na internet, seja o próprio produtor ou um revisor. 

Com isso, você terá um conteúdo muito mais rico e informativo, com capacidade para ampliar a divulgação da sua marca e, dessa forma, expandir o seu negócio.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.