Últimas Notícias

Atlético-MG: Alto investimento será certeza de resultados?

A temporada 2021 do futebol brasileiro finalmente começa a ter seu ápice. Agora que começou o Campeonato Brasileiro, e as demais competições entram nas suas fases decisivas. O Atlético mineiro é um dos fortes candidatos aos títulos, mas será que todo o investimento trará frutos em dezembro?

INVESTIMENTO DE ELITE!

Não há como negar. O Atlético-MG sonha alto!

Já dizia o poeta, que sonhar não custa nada, mas o clube mineiro tem feito movimentos fora da curva do padrão atual da realidade brasileira, afim de bater de frente com as grandes potências econômicas da atualidade, que são Flamengo e Palmeiras.

Com o aporte financeiro de um milionário parceiro, o clube de Belo Horizonte vai moldando sua história, principalmente fora de campo. A construção da sua nova arena, pode fazer o clube dar um salto e realmente mudar de patamar nessa década.

Mas e dentro de campo? Bom, também financiado por este mesmo parceiro, o clube vai gastando rios de dinheiro, e todos por BH juram de pés juntos que o atleticano endinheirado não vai cobrar nada que possa prejudicar o clube no futuro.

Em 2020 o Galo foi um dos que mais gastou no futebol brasileiro, remodelando totalmente seu elenco e comissão técnica. Segundo Rubens Menin, investidor do Atlético e responsável pela construção da Arena MRV (nova casa do Galo), ele e os demais investidores já injetaram cerca de 400 milhões no clube desde a última temporada.

Em 2020 o projeto afundou, ao menos dentro de campo. Um salário astronômico para Jorge Sampaoli fazer um trabalho nada além de mediano e sem grande conquista. Além de treinador argentino, muitas contratações para o elenco, também sem grande retorno técnico.

O clube não desistiu, e seguiu a política de altos gastos para essa nova temporada. Será que o resultado será diferente? No momento sim e tudo isso já transformou o Atlético MG favorito para ganhar todos os torneios nas casas de apostas.

Menin afirmou que ele e os demais investidores querem receber de volta esse valor, porém, quando for possível…

EM 2021 O GALO SEGUE GASTANDO EM BUSCA DE UM TÍTULO DE VERDADE

Assim como 2020, o Atlético buscou um treinador destaque no Santos. Em 2019 Sampaoli levou o Santos com um elenco mediano, ao vice-campeonato brasileiro, sendo considerado um destaque da competição.

Na última temporada, Cuca fez um time de garotos da Vila Belmiro chegar até a final da Copa Libertadores. O Galo aproveitou a saída do treinador, e fez ele ir rumo a BH.

Em 2020 isso não deu certo, então porquê nesse ano será diferente?

Mesmo com a pandemia seguindo a dilacerar os cofres dos clubes mundo afora, o Galo se destacou. Buscou o argentino Nacho Fernandez, do River Plate, pagando uma quantia que gira na casa dos 32 milhões de reais.

Além dele, teve de desembolsar quase 8 milhões para adquirir em definitivo o passe do meia Hyoran, do Palmeiras.

Hulk foi a grande jogada do clube para esta temporada. Com concorrência do Besiktas, Porto, e segundo notícias, possíveis investidas de Flamengo e Palmeiras. O Atlético pagaria cerca de 1,3 milhão por mês pelo jogador de 34 anos.

Além de outras contratações pontuais, tentando ser uma potência, assim como outros clubes. A diferença é que dentro de campo esse retorno não tem sido visto.

Não se viu em 2020, e em 2021 a torcida já começa a ter um pé atrás, com a sensação de já ter visto esse filme.

O QUE PODE FAZER 2021 SER DIFERENTE DE 2020?

O Atlético tem como parâmetro um rival quebrado (Cruzeiro), e o América que é um clube que luta para se manter na elite. Vencer o estadual (2020 e 2021) em um cenário como este, não é nada a mais do que sua obrigação.

E mesmo tendo vencido o título em 2021, contra o América-MG, suas atuações foram pobres. Levantou a taça com dois empates, ainda vendo o adversário desperdiçar um pênalti que poderia ter feito tudo ir água abaixo.

Logo na primeira rodada do nacional, derrota em casa para o Fortaleza. Time de pouco controle sobre as ações do adversário, que ainda não encontrou um equilíbrio.

Se ataca muito, se torna vulnerável. Se tentar ser mais controlador de posse e mais sólido defensivamente, se torna pragmático. A primeira diferença de um ano para o outro, está além das peças em campo, mas de quem as comanda.

Sampaoli era quase varzeano por vezes. Atacava com ímpeto de um campeão, mas defendia como um time de zona de rebaixamento, e sem contar no péssimo desempenho longe de casa.

Cuca é um treinador mais comedido, tanto que fez sucesso no Santos marcando muito e atacando rápido. Mas no Galo, quem tem as estrelas é ele, quem gastou milhões foi o clube dele, e  quem tem a obrigação de ser propositivo obviamente, é ele.

Nacho foi o grande acerto, um maestro no meio-campo. Hulk ainda está sendo adaptado dentro do esquema, e se mais centralizado, tende a ser mais produtivo do que nas pontas.

Time de mobilidade, com jogadores construtivos e também com os agressivos, de boa vitória pessoal. Faltam bons defensores, e é nesse ponto que Cuca tem que agir.

Ao meu ver tem mais chances do que na última temporada, embora o pragmatismo do treinador possa ser seu maior empecilho, principalmente no Campeonato Brasileiro.

Na liga nacional é necessário ser agressivo para vencer em casa, e buscar vitórias importantes fora. Em jogos de Copas, como Libertadores e Copa do Brasil, sua sorte pode aflorar mais depressa.

O problema para o galo é a chave dos playoffs que caiu na Libertadores. Então o encaixe tem de vir o mais rápido possível.

AS DÍVIDAS PREOCUPAM?

Segundo seus investidores, não. Aos torcedores, olhar uma dívida de 1 bilhão assusta, e não é pra menos.

Menin afirmou que o patrimônio do clube será maior que essa dívida, então quebrar e seguir o caminho trilhado pelo rival, Cruzeiro, segundo ele, seria uma hipótese a ser descartada.

No entanto, ninguém dá nada de graça. Aqueles que investiram irão querer ter retorno. Mesmo que seja através da venda de jogadores. E com isso, o tempo para buscar títulos, retorno financeiro e desportivo, será curto.

O Galo deu um tiro alto na última temporada, e deu errado. Atirou ainda mais alto em 2021. Se continuar errando, logo mais não terá mais munições…