Últimas Notícias

Calcinha absorvente ou coletor menstrual: qual escolher?

Saiba tudo sobre a calcinha absorvente e o coletor menstrual e decida qual é o melhor para você

Se você chegou até aqui, certamente está avaliando a possibilidade de trocar os absorventes descartáveis por calcinhas super high-tech absorventes ou por um coletor menstrual. Ou então já faz uso do coletor e quer saber se a calcinha é tão boa quanto. De todo modo, saiba que você está no lugar certo.

Protetores menstruais descartáveis ou reutilizáveis?

Qualquer tipo de dispositivo ou peça que tenha a função de conter o fluxo menstrual, impedindo que o curso passe para as roupas, são chamados de protetores menstruais. Eles podem ser descartáveis ou reutilizáveis.

Os absorventes comuns, de algodão, são descartáveis (tanto os externos quanto os internos). Já a calcinha absorvente e o coletor menstrual são laváveis e reutilizáveis, o que os torna mais sustentáveis, pois geram menos lixo. Além disso, ambos representam, em médio prazo, uma economia financeira.

Como a calcinha absorvente e o coletor menstrual funcionam?

Basicamente, a calcinha absorvente é classificada como um protetor externo e o coletor menstrual, como protetor interno.

O coletor menstrual é semelhante a um copinho e geralmente é de silicone, sendo inserido dentro do canal vaginal para coletar o fluxo menstrual. Ele é colocado dobrado e se abre dentro da vagina. Após o uso, de até 12 horas, é preciso retirar, descartar o sangue, lavá-lo e inseri-lo novamente. Há diversos tamanhos e modelos.

Já a calcinha absorvente é uma peça comum, exceto por um detalhe fundamental: ela possui camadas de tecidos tecnológicos que absorvem a menstruação. Após o uso, igualmente de até 12 horas, é preciso retirar, lavar e pôr para secar. Também é possível encontrá-la em modelos e tamanhos variados.

Calcina absorvente X coletor menstrual

Confira algumas situações em que tanto o uso da calcinha absorvente quanto do coletor menstrual é indicado.

Primeira menstruação

Se você está à espera da sua primeira menstruação, provavelmente se sentirá mais confortável com um protetor externo, como a calcinha absorvente. Por ser uma peça bem intuitiva, ela não exige nenhum tipo de habilidade para mexer no interior do canal vaginal.

Porém esse não é um fator que impede o uso do coletor menstrual, uma vez que há adolescentes nessa mesma situação que se sentem à vontade para tentar se adaptar ao uso de um protetor interno.

Nesse sentido, é importante ressaltar que há diversos tamanhos de coletores menstruais e que eles não tiram a virgindade.

Praticidade

Se você passa mais tempo em casa, lidar com as duas opções é bem tranquilo e prático, visto que ambos podem ser utilizados por até 12 horas (por questões de higiene, é importante respeitar esse limite).

Caso precise fazer a troca do coletor na rua, basicamente você vai precisar de uma pia e sabão para higienizar primeiramente as mãos e depois o coletor, antes de inseri-lo novamente.

Já no caso da calcinha, você vai precisar de uma necessaire impermeável ou uma sacola para colocar a peça usada e trocá-la por outra limpa.

Higiene

Os dois protetores menstruais são igualmente higiênicos e geram bem menos odor (nenhum, na maioria dos casos) em comparação aos absorventes descartáveis.

Isso porque a calcinha possui um tratamento antimicrobiano que evita a proliferação de fungos e bactérias que poderiam causar algum tipo de cheiro desagradável. Já no caso do coletor, o sangue não tem muito contato com o ar, o que diminui a aceleração de sua oxidação.

Afinal, qual é o melhor?

Um protetor menstrual é algo muito íntimo e pessoal, sendo assim, não há como definir um que seja melhor para todas as mulheres.

As pessoas são diferentes e possuem necessidades distintas, inclusive no que diz respeito à menstruação.

Com isso, ainda que você tenha definido qual é o melhor protetor menstrual para você, essa opinião pode mudar em algum momento da sua vida.

Fato é que a calcinha menstrual é um protetor externo e, consequentemente, menos “invasivo”, o que pode ser mais confortável para algumas mulheres.

Já com o coletor, você tem menos contato com o fluxo menstrual no momento do descarte e da higienização do dispositivo.

De todo modo, há a possibilidade de se adaptar e gostar de vários protetores menstruais, manipulando o uso de acordo com sua preferência para cada dia do período menstrual ao levar em conta o tempo que pretende usar cada um deles e a intensidade do fluxo.

Algumas pessoas, inclusive, gostam de usar os dois, alternando o uso da calcinha absorvente com o coletor menstrual, sob alegação dessa ação aumentar a praticidade e conforto necessários durante o ciclo menstrual.