Últimas Notícias

MG – Tratamento para quem deseja parar de fumar está disponível em mais de 600 municípios

Programa Estadual de Controle do Tabagismo, oferecido pelo SUS, auxilia pessoas para alcançar esse objetivo

 

Marcos Santos / USP Imagens

 

Bastam alguns minutos para que a pessoa que decide parar de fumar comece a sentir os benefícios de cessar o hábito: após 20 minutos, sua pressão sanguínea será normalizada; após duas horas, não há mais nicotina circulando em seu sangue; e, após um ano, o risco de morte por infarto do miocárdio estará reduzido pela metade.

Esses são apenas alguns dos benefícios para que fumantes abandonem o cigarro. Além desses, em tempos de pandemia, a decisão de parar de fumar impacta positivamente, reduzindo as chances de evolução para quadros graves da covid-19.

No entanto, sabemos que parar de fumar pode não ser uma tarefa fácil, ainda que necessária. O tabagista não é alguém “sem força de vontade”, ou “que não deixa de fumar porque não quer”.

Conforme descreve o Instituto Nacional do Câncer (Inca), quem fuma sofre de dependência química, ou seja, ao tentar deixar o hábito, se defronta com desconfortos físicos e psicológicos que podem trazer sofrimento e que podem impor a necessidade de várias tentativas até o abandono do tabaco.

Entender o que acontece com o tabagista e suas tentativas de parar de fumar é fundamental para que se possa ter a real dimensão do problema. É a partir dessa premissa que o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece tratamento para o tabagismo.

Minas ­­­Gerais

Em Minas Gerais, por meio do Programa Estadual de Controle do Tabagismo, o SUS oferece tratamento em mais de 600 municípios do estado. Com suporte de profissionais de saúde qualificados, o serviço é oferecido prioritariamente nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

O tratamento consiste no aconselhamento terapêutico estruturado de abordagem intensiva, com a possibilidade de utilização de medicamentos, mediante avaliação clínica individual do paciente.

“A pessoa que busca por ajuda será acolhida por profissionais da UBS, onde vai passar por uma avaliação clínica e ser orientada sobre os riscos do tabagismo, os benefícios de se parar de fumar, e sobre as estratégias para lidar com esse processo”, observa a coordenadora de Programas de Promoção da Saúde e Controle do Tabagismo da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), Nayara Resende Pena.

Na sequência, continua Nayara, “será encaminhada para o tratamento, por meio da participação em sessões periódicas que vão ajudá-la na mudança do comportamento. Quando for necessário, há também o apoio medicamentoso, de forma associada”, descreve.

Tratamento

O tratamento consiste em orientar os pacientes, fornecer informações necessárias para que ele possa lidar com a síndrome da abstinência, dependência psicológica e os condicionamentos associados ao ato de fumar, além de apoiá-lo nesse processo.

Vale destacar que, durante a pandemia, os atendimentos têm sido realizados pelas equipes de saúde de forma on-line ou individual.

O usuário que demonstre interesse em parar de fumar deverá entrar em contato com a Secretaria de Saúde da sua cidade para ser informado as unidades que oferecem o tratamento do tabagismo pelo SUS local.

Ações localizadas

Por meio da coordenação estadual do Programa de Controle do Tabagismo, a SES-MG atua apoiando e fomentando a disponibilidade do tratamento do tabagismo nos municípios de forma a subsidiar que essa ação seja constante nos territórios. “Ações de qualificação dos profissionais de saúde para o atendimento a pacientes e disponibilidade do tratamento do tabagismo são constantes, além da distribuição de insumos e materiais de apoio técnico”, explica a coordenadora Nayara Pena.

O Programa Estadual de Controle do Tabagismo atua também na prevenção da iniciação ao tabagismo, no desenvolvimento de campanhas educativas, na proteção do fumante passivo e no apoio a medidas regulatórias.

Mais informações: https://www.saude.mg.gov.br/tabagismo