Últimas Notícias

O que é preciso para ser uma boa pedagoga?

Você sabe o que é preciso para ser uma boa pedagoga? Se pretende seguir essa área, saiba que não existem muitas profissões mais nobres na nossa sociedade do que cuidar justamente do futuro da nação, educando as crianças que, um dia, crescerão para herdar o mundo e conduzir a sociedade em frente. Mesmo assim, é fato que os professores e pedagogos não são muito reconhecidos em nosso país.

Para começo de conversa, o salário de um pedagogo está abaixo da média de outras profissões, além de haver constantes problemas políticos que fazem com que o ambiente de trabalho na área não seja dos melhores. Some isso à longas horas todos os dias, trabalho para fazer em casa e o constante estresse de lidar com uma sala de aula e não é de se espantar que muitos desistam da profissão. No entanto, para quem tem o sonho de educar as mentes do futuro, isso tudo é superável.

Para poder ter sucesso na área, é vital entender o que é preciso para ser uma boa pedagoga. Quer aprender? Então siga a leitura do artigo abaixo com atenção!

O que é preciso para ser uma boa pedagoga: 6 pontos

1. Boa oratória
Falar por muitas horas pode ser cansativo. É necessário energia e entusiasmo para cativar uma sala de aula. Outro ponto, é a importância de uma boa dicção e oratória para que seus alunos entendam bem o que você está dizendo.

Enrolar palavras, ter um sotaque pesado, falar para dentro ou falar arrastado são fatores que impedem a compreensão do que se está sendo dito, portanto, atrapalham a capacidade de aprendizagem de quem está ouvindo. Uma boa solução, é passar por uma fonoaudióloga, ou por treinamentos específicos de oratória para pedagogia.

2. Desejo constante de aprender
Não pense que sua vida como estudante dentro de uma sala de aula vai acabar depois que você pensar em temas para TCC de Pedagogia, fazer o trabalho final e se formar. Mesmo como pedagoga, você ainda terá de aprender muito. Afinal, um mestre é também ele um constante aprendiz.

No caso, uma boa pedagoga é aquela que tem um desejo constante de aprender e se desenvolver, assumir novos conhecimentos e dominar a sua área de ensino, além de se tornar uma mestre justamente na arte de ensinar e guiar.

Há sempre uma coisa nova a aprender e, honestamente, a única frustração é a certeza de que seriam preciso muitas vidas para aprender tudo que existe para saber sobre Pedagogia.

Portanto, mantenha-se sempre estudando para ter o melhor desempenho possível no seu trabalho.

3. Paciência com os mais jovens
Dizem por aí que o mal da juventude é que ela é desperdiçada nos jovens. Pode até ser verdade, mas o fato é que não havia como ser diferente. Pedagogos são necessários justamente para lidar com as mentes mais jovens, que são particulares e peculiares.

Para conseguir ajudá-las, é preciso ter muita paciência. Quem não consegue ser paciente, não consegue ter sucesso na Pedagogia.

4. Habilidade de memorizar informações
O aluno espera que o professor seja capaz de sanar suas dúvidas no momento em que elas aparecem. Esquecer uma informação pode, inclusive, minar a credibilidade do pedagogo diante de sua turma. É neste quesito que entra a boa memória.

Não só dominar a matéria, memorizar dados importantes da aula a ser apresentada é crucial para lidar com as questões que surgirão ao longo da exposição da aula.

5. Responsabilidade e comprometimento
A pedagogia vai além de apresentar aulas e entregar tarefas. É também passar horas com um grupo de pessoas que você irá conhecer melhor, entender as dificuldades e facilidades de cada um deles, não só no campo dos estudos, mas também no quesito psicológico, e ainda assim, ser capaz de cumprir a função de pedagogia.

Por isso, é necessário que a profissional da área entenda que seu trabalho, diferente de outros, se estende para além da sala de aula. Conversar com alunos depois do expediente, corrigir provas e trabalhos em casa, preparar atividades extras e outras tarefas são algumas das ações esperadas para quem leciona, e nenhuma dessas pode atrasar no cronograma.

6. Inteligência emocional
Ensinar pode ser gratificante, mas no final das contas, são algumas horas em frente a um grande número de pessoas, em sua maioria jovens, que nem sempre estão em suas melhores condições. Às vezes é necessário impor disciplina, exigir atenção, aplicar punições e até ouvir reclamações por parte dos alunos.

É necessário inteligência emocional para saber separar o sentimento que os estudantes têm em relação à sua imagem como pedagoga, e quem você é, para que não sofra quando tiver que fazer uma decisão difícil como as citadas acima. Algumas pessoas ainda falham em lidar com as adversidades em sala, guardando rancor dos alunos e tornando a sala de aula um lugar inóspito.

E aí, aprendeu o que é preciso para ser uma boa pedagoga? Quais dessas características você tem? Comente abaixo!