Últimas Notícias

Como organizar sua vida financeira de uma vez por todas?

Problemas para organizar as suas finanças? Confira as nossas dicas incríveis!

Quando o assunto é organização financeira, você é expert ou precisa de ajuda? Em 2021, o endividamento bateu o recorde no Brasil, chegando a 71,4%, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Os números são assustadores e mostram o quanto o planejamento financeiro é importante para enfrentar momentos de crise.

Ter uma vida financeiramente tranquila é muito importante não apenas para você conquistar os seus sonhos, mas também para não prejudicar a sua saúde física e mental, uma vez que a preocupação com dívidas nos faz perder noites de sono e, com isso, existe um grande risco de desenvolver várias doenças ligadas ao estresse.

Para se livrar desse problema de uma vez por todas, listamos aqui algumas dicas indispensáveis para organizar as suas finanças. Confira!

Organize as suas receitas e despesas

Se você precisa de ajuda para melhorar a administração do seu dinheiro, isso pode significar que você não sabe muito bem quanto entra e quanto sai do seu orçamento, certo? Pois bem, então o primeiro passo é organizar as suas finanças.

Comece separando as suas receitas e despesas. As suas receitas correspondem ao seu salário mensal e outro tipo de renda extra que eventualmente tenha. Já as despesas referem-se a quanto é gasto.

Anote detalhadamente a origem de cada receita e despesa e, então, analise quais gastos podem ser reduzidos ou até mesmo eliminados para que seja possível ter mais recursos para organizar as suas finanças.

Livre-se das dívidas

Tendo as finanças organizadas, é hora de se livrar das maiores vilãs da sua vida financeira: as dívidas. Engana-se quem pensa que deixá-las de lado é algo que vai ajudá-lo a aumentar seu patrimônio — muito pelo contrário. As dívidas, quando executadas por seus credores, são capazes de lapidar tudo o que você tem.

Portanto, analise o seu orçamento e verifique quanto pode pagar por mês para se livrar desse problema. Procure seus credores, apresente a sua situação e mostre que está disposto a quitar a sua conta.

Feita a negociação e quitada a dívida, evite contrair novas contas. Organize-se e dê preferência para o pagamento à vista. Caso não seja possível, não permita que o número de parcelas comprometa muito as suas receitas.

Não gaste mais do que ganha

Parece algo óbvio, mas infelizmente é a realidade de muitos brasileiros. No entanto, com um bom planejamento financeiro, foco e consistência é possível se livrar desse problema. Uma dica é sempre listar o que precisa comprar. São roupas novas? A tela do celular quebrou? Precisa de um notebook novo?

Identificando as suas necessidades, fica mais fácil definir quais são as suas prioridades e quais delas precisam de uma solução urgente. Assim, é possível controlar melhor as finanças e evitar o endividamento por falta de consciência.

Monte uma reserva de emergência

A reserva de emergência é de suma importância para evitar o endividamento em situações delicadas que podem acontecer na sua vida, como a perda do emprego, a necessidade de comprar medicamentos por conta de uma doença inesperada, entre outros difíceis acontecimentos.

A verdade é que você sempre precisa se preparar para o pior. Por exemplo: quem imaginaria que o mundo seria acometido por um vírus tão forte? E em decorrência desse problema, muitas empresas teriam que fazer demissões em massa?

Uma reserva de emergência o protege de problemas financeiros inesperados. O ideal é que ela corresponda a pelo menos um ano de suas receitas. Por exemplo: se você ganha R$ 1500 por mês, a sua reserva deve ser de R$ 18 mil.

Seguindo esses passos é possível ter uma vida financeira saudável e tranquila. Organize-se para ter mais liberdade para conquistar os seus sonhos sem dever nada a ninguém. Você merece isso. Inclusive, aqui vai uma dica extra: sempre que puder, invista em você, seja em cursos, livros, etc. Quanto mais conhecimento tiver, mais fácil será aumentar a sua renda.