Últimas Notícias

5 Tecnologias mais utilizadas na agricultura

A importância da tecnologia em qualquer ramo da atividade produtiva é indiscutível. A indústria está investindo cada vez mais em robôs e as cidades, em suas inovações em transporte e comunicações, também fazem uso de tecnologias de ponta em benefício de seu povo.

Entramos realmente na era da Tec, que, além de aumentar drasticamente a produtividade, aumenta a utilidade de realizar tarefas. 

Neste contexto, a agricultura claramente não pode ser excluída. Com sua mais recente reforma, a Agro Tecnologia combina tradições rústicas com tecnologia de ponta. 

Atualmente, o que mais chama a atenção é a alta competitividade no agronegócio mundial, um dos pré-requisitos para a “sobrevivência” é a busca constante por produtividade.

Para isso, os fabricantes desse ramo lançam ano após ano novas tecnologias agrícolas, sempre buscando aprimorar o trabalho no campo. 

Dessa forma, para se manterem atuantes nesse mercado, os produtores rurais vêm se especializando, aprimorando e entendendo as novas tecnologias apresentadas.

A seguir neste artigo você verá as tecnologias mais utilizadas na agricultura atualmente.

Os Drones

Os drones representam a tecnologia mais inovadora (e interessante) que existe. São drones controlados remotamente. 

Os drones estão ganhando enorme espaço na agricultura: são muito versáteis nas lavouras porque desempenham múltiplas funções e são relativamente baratos, variando de acordo com o modelo e a tecnologia embarcada.

Para as atividades do dia a dia, os drones apresentam diversas vantagens que trazem grandes benefícios aos produtores.

Monitoram e analisam as colheitas. Por meio de câmeras equipadas com dispositivos infravermelhos, é possível até observar a falta de água ou a presença de pragas.

Eles ajudam a pulverizar as plantações, monitoram colheitas e animais,  realizam telemetria nas lavouras e até mesmo monitoram o desmatamento.

Os drones também podem ser customizados para atender às necessidades de cada produtor, e os preços caíram nos últimos anos, variando de R$5 mil a R$120 mil, conforme a tecnologia ganhou popularidade.

Tratores autônomos

Os carros autônomos (que não exigem motorista) têm sido foco de muitas pesquisas e investimentos nos últimos anos. 

A indústria automotiva tem trabalhado duro para desenvolver essas máquinas e está ansiosa para ver carros autônomos comercialmente disponíveis em escala global nos próximos 10 anos (ou até menos).

Da mesma forma, a indústria de máquinas agrícolas pesadas está crescendo, e novidades impressionantes deste universo estão surgindo. Este é um protótipo de um trator automático, ou seja, não é necessário motorista.

A tendência desses tratores autônomos é realizar operações ininterruptas (24 horas por dia no campo), aumentando assim a produtividade e precisão das atividades agrícolas. 

Para isso, terão múltiplas câmeras e GPS, além de tecnologia inovadora para detectar obstáculos à frente. A vida dos produtores rurais ficará mais fácil.

Máquinas agrícolas modernas

Modernas plantadeiras e colheitadeiras tornaram-se as delícias dos maiores agricultores do mundo, incluindo o Brasil, trazendo maior produtividade e eficiência para seus campos.

Todo produtor sabe que o preparo do solo e a flexibilidade de plantio são essenciais para aumentar a produtividade de qualquer cultura. Associadas a tratores modernos e potentes, as semeadoras atuais trazem maior eficiência ao processo devido à maior velocidade e qualidade de semeadura.

Assim como a semeadura, a colheita é outra chave para uma produção bem-sucedida. Para isso, as modernas colheitadeiras são totalmente automáticas, capazes de ajustar a velocidade e ajustar os implementos sem que o operador saia da cabine. Com ela, a perda de alimentos é muito menor e o trabalho fica mais eficiente, podendo até ter métodos de armazenagem de grãos.

Software de gestão

Para os empreendedores rurais, o crescimento dos negócios envolve a organização e gestão de todos os negócios, incluindo os processos agrícolas. 

Por isso, para auxiliar os produtores, diversos softwares e aplicativos de gestão foram lançados no mercado.

A agricultura como é conhecida hoje envolve várias etapas que precisam ser feitas no momento certo. 

O plantio, irrigação e aplicação de pesticidas no campo devem ser cronometrados com precisão para que os rendimentos não sejam perdidos e sejam ótimos. 

Com um bom software de gestão agrícola, basta inserir os dados e ele informará as atividades a serem realizadas.

Antigamente, toda a gestão dos imóveis era feita por meio de planilhas e mais planilhas em papel, exigindo cálculos complexos e demorados. 

Hoje, essa fórmula não existe mais, e os softwares agrícolas trouxeram grandes avanços nesse sentido: a famosa planilha fica armazenada em um computador, smartphone ou tablet, ou mesmo na nuvem, e pode ser acessada a qualquer hora, em qualquer lugar.

De fato, os aplicativos estão ficando mais inteligentes e se tornando indispensáveis ​​para facilitar as tarefas do dia-a-dia da gestão do agronegócio, automatizando o maior número possível de processos.

Internet das coisas

O objetivo da Internet das Coisas é conectar essas tecnologias de forma inteligente que facilite o dia a dia dos produtores rurais.

No campo, as “coisas” são tratores, colheitadeiras, drones, sensores (em plantas, animais ou instalações) e tudo o mais relacionado às atividades rurais. 

Quando conectadas à internet, essas “coisas” geram um fluxo interminável de dados em tempo real que se tornam informações valiosas com a ajuda de aplicativos de gerenciamento. 

Quando analisadas, essas informações ajudam os gerentes de safra a tomar decisões com agilidade.

Sendo essas tecnologias as mais utilizadas na agricultura, agora você tem uma noção do que não pode faltar no seu agronegócio.