Empréstimo Consignado para aposentados, pensionistas do INSS

Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

Eleições 2014 – Marina diz que não está preocupada com pesquisa

A candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, evitou comentar as últimas pesquisas que apontam um crescimento de sua rejeição e uma diminuição de sua vantagem em relação a candidata do PT, Dilma Rousseff, no segundo turno. Segundo Marina, a estratégia é continuar falando a verdade e não fazer agressões. “Vamos continuar fazendo uma campanha limpa. Não queremos entra no jogo que vale tudo para ganhar a eleição”, afirmou, durante coletiva em São Bernardo do Campo, antes de um ato político na Praça da Igreja Matriz.

Eleições 2014 - Marina diz que não está preocupada com pesquisa
Eleições 2014 – Marina diz que não está preocupada com pesquisa

Marina afirmou que não está preocupada com pesquisa e está tranquila. “Não vamos utilizar o espaço da democracia conquistada a duras penas para assacar medidas e boatos contra quem quer que seja”, reforçou. “Nesse momento estamos tranquilos vamos continuar fazendo o debate, não é o embate.”

Segundo a candidata, não há como ter argumentos para combater o “marketing selvagem” dos adversários, mas é possível que haja discernimento. “E a sociedade brasileira haverá de ter discernimento e está tendo”, afirmou.

Marina aproveitou a coletiva para criticar os adversários, incluindo o tucano Aécio Neves, pelo fato deles não terem apresentado programa de governo. “Gostaria que eles tivessem um programa para que a sociedade brasileira pudesse debater”, afirmou. “Nós estamos fazendo uma campanha com base em proposta, os nossos adversários é que têm que explicar porque durante 20 anos eles se combateram a ferro e fogo e agora estão unidos, PT e PSDB, numa mesma artilharia para destruir quem tem programa”, disse.

Segundo ela, “pela primeira vez na história desse País o PT e o PSDB estão juntos numa mesma cruzada de preconceito, boatos e difamações” para conter o avanço da sociedade que quer mudanças.

Questionada sobre as últimas críticas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a inexistência da nova política que Marina defende, a candidata reafirmou que sua atitude nessa campanha é sempre de oferecer a outra face e disse que nunca terá uma atitude de desrespeito com Lula, que foi seu amigo por mais de 20 anos.

Marina não quis comentar possíveis alianças para o segundo turno e disse que não se pode ter uma posição “arrogante” com os demais candidatos que estão na disputa.

Agência Estado
 

 

Quer saber as notícias do Jornal Montes Claros em primeira mão? Siga-nos no Facebook @jornamoc, Twitter @jornalmoc e Instagram @jornalmoc.