Empréstimo Consignado para aposentados, pensionistas do INSS

Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

Repórter australiana revela na TV que também trabalha como prostituta

Imagine se uma repórter de renome do Brasil revelasse a público, na TV, que, além do trabalho como jornalista, exercesse a profissão de prostituta? Pois é. Foi isso o que aconteceu em Sidney, na Austrália, com Amanda Goff, 40, em entrevista ao programa “Sunday Night”, na última semana.

Na foto, Samantha X.
Na foto, Samantha X.

O caso ganhou a atenção dos internautas. Isso porque Goff, jornalista há 20 anos e especializada em beleza e celebridades, é uma repórter bem-sucedida e, aparentemente, não teria motivos para procurar a nova profissão. Na TV, a prostituta disse que decidiu se inserir no novo mercado há dois anos, desde que visitou um bordel de luxo, em sua hora de almoço. 

Segundo Amanda, ela é uma mulher de negócios e, por isso, vende o seu tempo e sexo. “Sexo é um negócio, e um grande negócio”, disse, em entrevista ao “Sunday Night”. Perguntada sobre o por quê de vender o corpo, ela respondeu que não se trata disso e sim de cobrar por algo que ela já fazia gratuitamente.

Ainda segundo ela, a nova profissão não anula a antiga. Tudo começou após o divórcio: ela saiu com alguns homens e teve experiências ruins. Foi aí que decidiu, ela conta, que ninguém mais tiraria vantagem dela. Pelo trabalho como prostituta, Samantha X (seu nome alternativo) cobra US$ 800 (R$ 1.890) por hora de programa, ou US$ 5.000 (R$ 11,8 mil) pela noite inteira.

Família

Mãe de duas crianças, menores de sete anos, Amanda diz que o novo trabalho não a diminui. Ao contrário, a tornou uma mãe mais focada, por mais que as pessoas não entendam isso. “Crianças sofrem com ‘bullying’ nas escolas todos os dias, mesmo quando suas mães não são prostitutas. E eu acho que o mundo está mudando. Meus filhos estudam com crianças com pais gays, mães lésbicas, e elas não são ridicularizadas”, declarou à TV.

Questionada se pretende parar, ela respondeu que fará, tão logo se apaixonar.

Quer saber as notícias do Jornal Montes Claros em primeira mão? Siga-nos no Facebook @jornamoc, Twitter @jornalmoc e Instagram @jornalmoc.