Publicidade FENICS 2108 - RESERVE JÁ,JÁ, SEU STAND!  

PUBLICIDADE

COPASA - MONTES CLAROS
Inicio » Política » Eleições 2018 » Eleições 2014 – Na Globo, Dilma enfrenta jornalistas e defende economia

Eleições 2014 – Na Globo, Dilma enfrenta jornalistas e defende economia

A presidente e candidata à presidência pelo PT, Dilma Rousseff, afirmou nesta segunda-feira que o Brasil está “na defensiva” em relação à crise econômica mundial. Em entrevista ao jornal Bom Dia Brasil da Rede Globo, a candidata à reeleição basicamente respondeu apenas perguntas sobre economia. Em pouco mais de 30 minutos de sabatina, os jornalistas Chico Pinheiro, Miriam Leitão e Ana Paula Araújo interromperam a candidata em diversas oportunidades. Dilma, por outro lado, também atravessava os questionamentos dos entrevistadores pedindo para concluir o raciocínio.

Dilma rebate jornalistas ao ser interrompida em sabatina da Globo
Dilma rebate jornalistas ao ser interrompida em sabatina da Globo

Na entrevista, a petista disse acreditar na retomada do crescimento e, para isso, o atual governo acredita em três colunas: proteger o emprego, o salário e o investimento.

“Estou construindo a seguinte frase: estamos numa situação em que o Brasil está na defensiva, protegendo emprego, salário e investimento. Porque vamos apostar numa retomada. Nela você muda sua política econômica na defensiva pra ofensiva. Eu posso gastar menos do que estou gastando pra sustentar emprego, salário e investimento. Tem de ver como evolui a crise. Os Estados Unidos evoluindo bem eu acho que o Brasil pode entrar numa outra fase, que precise de menos estímulos. Pode ficar entregue à dinâmica natural da economia e pode, perfeitamente, passar por uma retomada”, afirmou.

Em algumas perguntas, em vez de Dilma ir direto ao ponto por conta do tempo, a candidata fazia uma longa introdução para depois chegar à resposta dos jornalistas. Em um dos questionamentos, Miriam Leitão disse que a petista “ficava muito tempo na premissa para depois chegar à conclusão”. “Ficou muito tempo na premissa pra chegar na conclusão. A vida é complicada”, rebateu a candidata à reeleição. Além disso, a jornalista econômica também apresentou diversos números em relação à economia mundial, discordados pela presidente.

A sabatina foi aberta com perguntas a respeito do escândalo de corrupção envolvendo a Petrobras. Mais uma vez a candidata foi questionada pelos três jornalistas como não sabia de todo esquema.

“Nós estamos hoje com a Polícia Federal investigando. Temos uma investigação do Ministério Público, temos inclusive um instituto de delação premiada ocorrendo para poder descobrir o que acontece com crimes de corrupção. Eles não são praticados à luz do dia. Tem que ser investigado. Quem descobriu foi a PF ligado ao Ministério da Justiça, um órgão do meu governo. Quem instituiu todos os mecanismos de autonomia da PF foi o governo Lula. Se tiver indício ela vai investigar doa a quem doer. Nós não varremos pra debaixo do tapete…. Investigação não é no sentido jornalístico da palavra, é no sentido de quem produz prova, pra acabar com a impunidade”, afirmou.

Dilma criticou ainda a candidata do PSB Marina Silva em relação à proposta de tornar o Banco Central independente. Segundo a petista, a adversária pretende criar um “quarto poder” na praça dos Três Poderes. Questionada se a crítica era uma estratégia para deixar os eleitores com medo Dilma negou e disse ser apenas uma forma de “alertar” os brasileiros.

“Tudo o que eu falo está no programa da candidata. A candidata diz: vou tornar o Banco Central independente. Banco Central independente nos termos do Brasil é colocar um quarto poder na praça dos Três Poderes. Aí vai chamar Praça dos Quatro Poderes. Está escrito isso. Mas não é só isso. Ela diz que vai reduzir o papel dos bancos públicos”, disse. “Ela tem um alinhamento claro, uma posição favorável aos bancos, eu não tenho. Sei que são importantes, mas o País precisa de infraestrutura, não sou a favor do desmame da indústria”, completou.

Leia Também

Carreta Brahma chega ao norte de Minas para animar galera antes da Expomontes

Carreta Brahma chega ao norte de Minas para animar galera antes da Expomontes

* Por: Jornal Montes Claros - 20 de junho de 2018. Carreta Brahma chega ao …

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas. O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).