Matrículas Aberta - Escola Adventista

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Inicio » Minas Gerais » MG – Apagão atinge cidades de Minas Gerais

MG – Apagão atinge cidades de Minas Gerais

Cemig ainda não se sabe o que causou as quedas de energia na Grande BH, mas confirmou ter recebido o pedido do ONS para redução de carga de energia.

MG - Apagão atinge cidades de Minas Gerais
MG – Apagão atinge cidades de Minas Gerais

Cidades de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro registraram um apagão na tarde desta segunda-feira (19).  De acordo com a Eletropaulo, o problema ocorre após o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) determinar um corte de mais de 700 Megawatts na distribuição de energia em toda a rede. Internautas relataram problemas com energia no Espírito Santo e no Paraná.

A Cemig também confirma que o ONS fez o pedido de redução de carga e o esquema regional de alívio de carga foi ativado. Isso significa que algumas regiões previamente selecionadas tiveram suas energias desligadas por um certo tempo. Segundo a Cemig, a população não costuma ser avisada nesses casos. A companhia ainda não tinha a relação de bairros e cidades atingidos até as 17h20. Por volta desse horário, a Cemig afirmou que o sistema da tinha sido totalmente restabelecido em Minas, mas não soube dizer quanto tempo levou a interrupção, que é feita de forma escalonada.

A empresa, responsável pelo fornecimento de energia na Grande SP, afirmou ainda que isso já afeta clientes porque uma das fases, capaz de fazer funcionar equipamentos mais potentes, chega mais fraca. Não há informação de quantos clientes foram afetados pelo problema até as 16h.

Metrô

A falha de energia fechou de parte da linha 4-amarela do metrô de São Paulo. Segundo a assessoria da Via Quatro, concessionária responsável pela linha 4-amarela, o problema foi causado por uma falha de energia e passageiros chegaram a acionar os botões de emergência e descer nos trilhos.

O problema no fornecimento de energia no metrô começou por volta das 14h30 e fez com que os trens trafegassem com velocidade reduzida e maior tempo de parada. A Via Quatro afirmou não ter informações de trens parados ou de ar-condicionado desligado. As demais linhas do metrô não tiveram problema.

Apesar disso, os passageiros que estavam nos trens acionaram os botões de emergência e desceram nos trilhos, com isso, a operação foi paralisada em toda a linha. Minutos depois, no entanto, ela foi retomada entre as estações Paulista e Butantã. Por volta das 15h50, as estações Luz e República continuavam se operar na linha 4-amarela.

A Via Quatro afirmou no horário que fazia varredura para localizar possíveis passageiros nos trilhos e que não havia previsão de normalização.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *